Steve Jobs: Alegro-me que não terminei abortado

24 de novembro de 2011 (Notícias Pró-Família) – Desde a morte de Steve Jobs em outubro, numerosos comentaristas pró-vida ligaram o fato de que Jobs havia sido adotado à questão do aborto – apontando como o mundo seria diferente se a mãe biológica de Jobs tivesse simplesmente escolhido abortar sua gravidez indesejada.

Mas no fim das contas os grupos pró-vida não eram os únicos a fazer essa conexão: o próprio Jobs a fez.
Na recente biografia oficial de Jobs, o biógrafo Walter Isaacson revela como Jobs se propôs a encontrar sua mãe biológica no começo da década de 1980, chegando ao ponto de contratar um detetive particular para a tarefa.

Embora seus esforços iniciais para encontrar sua mãe não tivessem tido êxito, Jobs persistiu, principalmente depois que sua mãe adotiva faleceu em meados da década de 1980.
Jobs explicou para Isaacson a razão por que ele estava tão determinado a encontrar sua mãe biológica:
“Eu queria me encontrar com ela em grande parte para ver se ela estava bem e para agradecer a ela, pois me alegro que não terminei abortado”, disse ele. “Ela tinha 23 anos e estava passando por muitas dificuldades para me ter”.

Jobs acabou encontrando e se reunindo com sua mãe natural, Joanne Schieble. Ele disse que depois que eles se encontraram, ela muitas vezes romperia em lágrimas e pediria desculpas por entregá-lo para adoção.
“Não se preocupe”, Jobs responderia, de acordo com Isaacson. “Tive uma grande infância. No final deu tudo certo”.

***
Por John Jalsevac

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.