Síria: As cifras do horror

ppaleppo250913O site ACI/EWTN Noticias informou nesta quinta-feira (26/09/13) que o Arcebispo de Aleppo, na Síria, Dom Jean-Clément Jeanbart, metropolita dos grego-católicos, reuniu dados quantitativos que contribuem para compreender a magnitude do desastre humanitário consequência da prolongada guerra civil que está sangrando o país.

“Nos últimos meses, somente em Aleppo”, diz o Arcebispo em uma nota enviada à agência Fides, “1400 fábricas e oficinas foram saqueadas, demolidas ou incendiadas, enquanto em todo o país mais de duas mil escolas foram devastadas ou inutilizadas, 37 hospitais e cerca de mil pequenas clínicas e dispensários foram vandalizados”.

A maioria dos depósitos de trigo foi esvaziada, as centrais elétricas sabotadas, linhas de ferrovia e estradas bloqueadas ou em estado impraticável e perigoso por causa dos grupos armados que aterrorizam os viajantes que se atrevem a passar ou sair da cidade.

“Diante dessas adversidades e do caos que estamos vivendo”, diz o Prelado, “não nos resta mais que nos entregar à Misericórdia divina, a única capaz de nos libertar e restabelecer a paz no país”.

“Que a Santa Cruz do Senhor ilumine os que detêm o poder. Nós podemos mais que agradecer ao Papa Francisco pelos seus apelos repetidos e insistentes à oração pela paz na Síria”.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=26104

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.