Série Teologia do Corpo: Parte 3

logoPapa João Paulo II e a Teologia do Corpo

Um dos grandes legados que o Papa João Paulo II nos deixou foram as suas Catequeses sobre o que ele chamou de “Teologia do Corpo”, que dá um sentido profundo à sexualidade da vida humana. É um ensinamento que aos poucos vai sendo mais bem entendido, amado e propagado.

É uma coleção de 129 pequenos discursos do Papa, que na verdade já marcaram o início de uma “contra-revolução sexual”, que está mudando vidas e que está se espalhando por todo o mundo. É uma mensagem de “salvação sexual” oferecida para nós hoje com o objetivo de resgatar a ética sexual que o século XX destruiu com a lamentável “revolução sexual”.

Antes de ser eleito Papa, João Paulo II estudou sobre São João da Cruz e se aprofundou na questão do amor humano. Trabalhava com casais na Polônia e escreveu alguns livros, dentre eles “Amor e Responsabilidade”. Essas catequeses foram de 1979  a 1984, chamadas de “O amor humano no plano divino”, ou  “Teologia do Corpo”.

O Papa ensinou que a teologia do corpo é um chamado a experimentar a redenção de nossos corpos, um chamado para redescobrir naquilo que é erótico o significado original da sexualidade, que é o próprio significado da vida. E esse é o primeiro passo a se tomar para renovar o mundo.

A combinação de secularismo, materialismo e hedonismo levou o mundo a uma mudança social perturbadora. A revolução sexual, iniciada nos anos 60, afastou a sociedade do autêntico significado da vida humana e do amor matrimonial. Por causa do pecado e seus efeitos, o sentido do corpo humano foi colocado sob suspeita. O sentido da vida humana foi reduzido tristemente à mera satisfação de apetites e desejos.

De maneira nova, o Papa mostrou com maestria a grandeza, o significado teológico e a dignidade do corpo humano. Ele ensina que, sendo criaturas físicas, corporais, não podemos ver Deus, porque Ele é puro espírito e invisível. Mas Deus quis tornar visível para nós seu mistério, e para isso estampou em nossos corpos um sinal Dele, criando-nos homem e mulher em sua própria imagem (Gen 1, 27). A grandeza do corpo está então nessa função de refletir a Trindade, “uma comunhão inexplicável de [três] Pessoas” (14/11/1979). O Papa disse:

“É ilusão pensar que se pode construir uma verdadeira cultura da vida humana se não… compreendermos e vivermos a sexualidade, o amor e toda a existência de acordo com seu verdadeiro sentido e na sua íntima correlação” (O Evangelho da Vida, n. 97).

Prof. Felipe Aquino

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.