Satanismo e esoterismo geraram “emergência pastoral” de exorcismos

Satanismo_SebastienBarre_CC_BY-NC-SA_2_0

Imagem referencial. Foto: Sébastien Gradeei

Na última sexta (21/11/14) o site ACI/EWTN Noticias publicou uma notícia informando que há poucos dias, se reuniram em Roma os membros da Associação Internacional de Exorcistas (AIE), a cuja plenária o Papa Francisco dirigiu uma mensagem. Entre os temas que trataram os sacerdotes da associação, esteve o da “emergência pastoral” ocorrida devido ao aumento em todo o mundo de casos que requerem um exorcismo. Uma das razões para a crise é a crescente influência do satanismo, do ocultismo e do esoterismo.

Em declarações ao grupo ACI em Roma, o porta-voz desta associação, o psiquiatra Valter Cascioli, explicou que “em comparação a anos atrás o número de exorcistas aumentou. Entretanto sempre digo que também há uma necessidade pois a carência destes está se convertendo em uma emergência pastoral”.

O médico italiano que colabora com esta associação, indicou logo que atualmente no mundo todo “o número de ocorrências de atividade demoníaca extraordinária está em aumento”.

Esta atividade, disse, pode dar-se por infestação (quando o demônio possui um lugar) possessão (em cujo caso se deve ir a um sacerdote e não a um bruxo) ou obsessões diabólicas.

Cascioli referiu ainda que o aumento se deve também “ao desenvolvimento de um interesse e as práticas que relacionadas com o mundo esotérico, o ocultismo e o satanismo”.

O perito psiquiatra explica logo que “há alguns países no mundo aonde nem sequer há um exorcista. As atividades demoníacas e as consequências das que falamos estão se difundindo em todo mundo, não é um fenômeno cultural”.

“O que está acontecendo não está condicionado pelos laços étnicos, nem está tampouco limitado a uma área geográfica específica”, conclui.

No último 13 de junho a Congregação para o Clero reconheceu juridicamente a Associação Internacional de Exorcistas (AIE), que hoje conta com 250 sacerdotes em trinta países de todo o mundo.

A ideia de reunir em associação os exorcistas foi do Padre Gabriele Amorth, famoso exorcista da diocese de Roma (Itália), quem, desde a década de 80 advertiu que grande número de testemunhos sobre perigos e ameaças do diabo, se deve a práticas de ocultismo entre os fiéis.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticias/satanismo-e-esoterismo-geraram-emergencia-pastoral-de-exorcismos-97045/

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.