São Pedro de Alcântara: Padroeiro do Brasil

Nasceu em
1499 em Alcântara, Estremadura, Espanha. Filho de Pedro Garavita governador e
sua mãe membro de família nobre de Sanabia. Estudou gramática e filosofia em
Alcântara, e leis canônicas e civis na Universidade de Salamanca. Franciscano
com 16 anos em
Manjarez. Fundou o convento em Babajoz com 20 anos e serviu
como seu superior. Ordenado em 1524 com, 25 anos, ele era notável pregador. Um
recluso por natureza, ele vivia no convento de Santo Onóphrius, um local remoto
onde ele poderia estudar e orar entre as missões. Não obstante, foi indicado
Provincial Franciscano para o Monastério de São Gabriel em Estremadura em 1538.
Trabalhou em Lisboa em 1541 ajudando a reforma da Ordem. Em 1555 ele iniciou as
reformas “Alcântarinas”, hoje conhecidas como a “Estrita
Observância”. Amigo e confessor de Santa Tereza d ‘Ávila, ele a ajudou em
1559 durante o trabalho de reforma da sua Ordem. Místico e escritor seus
trabalhos foram usados por São Francisco de Salles. Morreu em 18 de outubro de
1562 em Estremadura, Espanha de causas naturais. Foi canonizado em 1669 pelo
Papa Clemente IX. Indicado pelo Papa Pio IX em 1862, como padroeiro do Brasil.

É também
padroeiro de Estremadura, Espanha (indicado em 1962) e dos vigias, também em
1962.

Sua festa é
celebrada no dia 19 de outubro.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.