São Lázaro

Discípulo e amigo de Jesus, irmão de Marta e Maria, residentes em Bethânia,
subúrbio de Jerusalém em
Israel. Morreu e foi ressuscitado por Jesus vários dias após
a sua morte a pedido de Marta onde Jesus por varias vezes se hospedou e a
considerava uma excelente cozinheira. Teria sido a inabalável fé de Marta que
teria dito “Não tem importância, Jesus vai cura-lo apesar de já estar
morto. Vão chama-lo “. Diz a tradição que Lázaro já estava fedendo quando
Jesus chegou para salva-lo. Não há dúvida que foi o maior milagre de Jesus.

Segundo uma das varias tradições, Lázaro, Marta e Maria vão a França
onde ele se torna o primeiro bispo de Marselha antes de ser martirizado. Em
outra versão Lázaro e suas irmãs vão para Chipre onde ele se torna bispo de Kition
ou Lamaka. As suas supostas relíquias teriam sido transladadas para
Constantinopla e varias igrejas e capelas foram erigidas em sua honra na Síria.

A Basílica de São Lázaro, santo padroeiro de Lanarka, construída em 890
DC era um templo cristão do quinto século no qual existia um sarcófago com a
com a inscrição: “Lazarus, o amigo de Cristo”. Isto reforça a
tradição que ele viveu sua “segunda vida ressuscitado” em Kition,
Lanarka.

A devoção a Lázaro era muito comum na Igreja antiga.

Sua festa é celebrada no dia 17 de dezembro.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.