São Francisco de Sales

Bispo e Doutor da Igreja

Nasceu no castelo de Sales na Sabóia, em 21 de agosto de 1567. Aos 14 anos foi mandado para a grande Universidade de Paris que, na época, com 54 faculdades, era um dos grandes centros de estudos. Ali destacou-se em retórica, filosofia e teologia. Jovem ainda fez voto perpétuo de castidade e colocou-se debaixo da proteção da Virgem Santíssima.
Aos 18 anos foi tentado terrivelmente por uma sensação de desespero e condenação ao inferno, o que só venceu com fervorosa oração aos pés de Nossa Senhora.

Aos 24 anos doutorou-se em Direito, em Pádua, Itália. Foi ordenado padre a 18 de dezembro de 1593. Em 1602 tornou-se bispo de Genebra, aos 32 anos. Escreveu várias obras. No famoso ‘Tratado do Amor de Deus’, escreveu: ‘A medida do amor é amar sem medida’. Foi diretor espiritual de Santa Joana Francisca de Chantal, desde 1604 em Dijon, com quem fundou a Ordem da Visitação em 1610. Sua obra mais famosa é a ‘Introdução à Vida Devota’.

Faleceu aos 56 anos, em 28/12/1622, em Lião. Sua beatificação foi em 1662, a primeira realizada na basílica de S. Pedro em Roma, onde foi canonizado três anos mais tarde. Sua festa é celebrada no dia 24 de janeiro.
Foi declarado Doutor da Igreja em 1877, e o Papa Pio XI o instituiu padroeiro dos jornalistas.

São Francisco de Sales foi grande amigo de São Vicente de Paulo, que vivia em Paris. São Vicente dizia de São Francisco:  ‘Este servo de Deus conformou-se tão bem com o modelo divino que muitas vezes me pergunto com admiração como uma criatura ‘dada a fragilidade da natureza humana’ pôde alcançar tão elevado grau de perfeição… Sou levado a ver nele o homem que, dentre todos, mais fielmente reproduziu o amor do Filho de Deus sobre a terra’.
Gostava o santo de dizer: ‘Se erro, prefiro que seja por excesso de bondade que por demasiado rigor’. A extraordinária mansidão que possuía foi fruto de muitos esforços e trabalhos.

São Francisco de Sales foi inspirador de D. Bosco quando da fundação da sua Congregação, que recebeu o nome do santo padroeiro, Salesianos.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.