São Francisco de Assis

Viveu de
1181 a 1226. Um dos mais amados e populares santos do mundo.Chamado de “O
Pobre Homem” “Il poverello”. Nascido em Assis, na Itália e filho de
Pedro Bernadone, um rico comerciante de sedas, Francisco passou sua juventude a
procura de prazeres e era uma figura popular entre os jovens de Assis. Em 1202
ele foi convocado e foi para a guerra e foi tomado prisioneiro Em 1205 ele teve
visões e fez uma peregrinação a Roma no ano seguinte. Quando voltou a Assis ele
foi denunciado pelo pai como um lunático e o pai o deserdou. Francisco foi para
igreja de São Damião que estava quase em ruínas e a reparou com a ajuda de
amigos e seguidores. Em Ponciuncula, uma pequena Capela ele dedicou-se ao
cuidar dos pobres. Em 16 de abril de 1209 ele fundou a Ordem dos Franciscanos.
Em 1210 ele recebeu a aprovação do papa Inocêncio III, numa dramática audiência
papal. Santa Clara também de Assis passou a segui-lo em 1212 e fundou a ordem
das Clarissas. Francisco tentou ir para a Síria e Marrocos de 1212 a 1214, mas
não conseguiu. Ele obteve a Ponciuncula Indulgência do papa Inocêncio III e
começou a regulamentar a sua Ordem e as exigências para ser membro dela. Uma
das exigências era a pobreza total e a obediência total. Em 1212 Santa Clara e
ele e fundaram a ordem das Clarissas Pobres. São Francisco e 5000 franciscanos
foram ao encontro papal de 1212 e Francisco foi para o Egito e passou a pregar
para os muçulmanos. Ele encontrou-se com o Sultão Malik al-Kamil em Damietta,
Egito.O Sultão reconhecendo Francisco como um homem santo não permitiu que
ninguém o prendesse, mas ele não fez nenhuma conversão no Egito. Francisco
retornou a Itália porque membros da ordem estavam mudando suas regras originais
para abrandá-las. Ele procurou a ajuda do Papa para protegerem as suas regras e
este enviaram Francisco por toda a Europa e Oriente Médio. Em 1223 Francisco se
aposentou como superior da ordem.Ele construiu uma pequena Creche no natal
naquele ano e foi o fundador do costume de se fazer presépios para adornar as
igrejas no natal.

Em 14 de
setembro de 1224 enquanto orava na ermida de Monte Alvernia ele recebeu os
estigmas (estigmatas). Ele morreu dois anos mais tarde em 3 de outubro em Assis
e foi canonizado em 1228. Nunca se ordenou porque não se considerava digno do
sacerdócio. São Francisco de Assis teve um grande impacto na vida religiosa da
igreja.Sua vida foi caracterizada por uma adoração a Jesus de uma maneira
alegre, jovial e reverenciava a natureza e a sua preocupação com os doentes e
pobres era enorme.
A Ordem dos Franciscanos é uma das maiores e mais fortes da igreja junto a dos
jesuítas, dominicanos e beneditinos. Ele é mostrado na arte litúrgica com o seu
habito, as estigmatas e algumas vezes com um crucifixo com azas. Ele também às
vezes é, mostrado dando sermões a animais e pássaros.
Sua festa é celebrada em 4 de outubro.

A primeira
regra de São Francisco é a pobreza.Se você vir um relógio no pulso de um
franciscano pode saber: não é dele, é da ordem.Eles não podem possuir nada,
como os jesuítas.
São Francisco deu tudo que tinha e amava todas as criações de Deus e tinha um
grande amor a natureza e é o padroeiro da Ecologia. Seu amor valeu a ele a
conhecida oração “Cântico das Criaturas” e Irmão Sol”.
Seu amor a paz e sua estima por Jesus fez ele fazer uma nova versão do
“Pai Nosso”

Ele é
considerado o inventor do presépio. Fazendo o primeiro em 1223.

No dia 17
de setembro é comemorado o dia da impressão das chagas de São Francisco de
Assis que também é conhecido como São Francisco das Chagas.
Teria sido o primeiro santo a receber os estigmas.(stigmatas)

Como Francisco converteu três ladrões homicidas

Uma vez São Francisco conheceu um rapaz de nome Ângelo e o colocou como
guardião do convento de Monte Casale.
Eis que um dia três ladrões famosos foram ao dormitório dos irmãos e pediram ao
guardião, irmão Ângelo, algo para comer. O irmão respondeu bravo: “Não
tens vergonha ladrões e assassinos? Não contente de roubar tendes a coragem e a
insolência de vir pedir comida aos servidores de Deus? Não merecem sossego na
terra. Fora daqui! E não voltem mais..
São Francisco chegou logo depois com um alforje de pão e um recipiente com
vinho e o Ângelo contou a ele como havia despachado os ladrões.
São Francisco o repreendeu fortemente e deu vários exemplos onde Cristo comia
com os justos e os pecadores .
Assim que terminou disse ” pegue este alforje e este vinho e vá dar a eles
“.
São  Francisco se pus a rezar a Deus para
abrandar os corações dos ladrões .
Os ladrões enquanto comiam o comida enviada por São Francisco pensavam Que
vergonha, que miseráveis somos nós, que duras penas nos esperam no inferno, nós
que só damos morte e desgosto ao nosso próximo!
De acordo resolveram os três a ir conversar com São Francisco, ele os recebeu com bondade, e amável e alegre, os animou com muitos
exemplos que poderiam conseguir, ainda, a misericórdia de Deus e concluiu:
” Jesus veio a terra para resgatar a todos inclusive os pecadores.”
Movidos por estas palavras os três ladrões renunciaram a vida que viviam e
entraram para a Ordem e começaram a fazer grandes penitência dois deles
morreram logo, pouco tempo após sua conversão e devem ter ido para o paraíso.
O terceiro ainda viveu por muito tempo e recordando sem cessar de seus pecados
levou uma vida de penitência por 15 anos e acabou sendo um dos melhores irmãos
franciscanos.
 
Quando São Francisco morava na cidade Gubbio, apareceu na comarca um grande
lobo, terrível e feroz não só devorava os animais, mas também atacava os homens
a ponto de que estavam todos aterrorizados, porque várias vezes o lobo chegava
bem próximo da cidade. São Francisco movido pela compaixão deste gene quis sair
e enfrentar lobo, mas os moradores da cidade não quiseram deixar e tentaram
dissuadi-lo mas São Francisco caminhou resolutamente para onde estava o lobo e na vista de
muitas pessoas aconteceu o seguinte: O lobo avançou em direção de São Francisco
com a boca aberta e Francisco fez o sinal da cruz o chamou e disse ao lobo:
“Vem aqui irmão lobo, Eu te mando da parte do Nosso Criador Jesus Cristo
que não cause dado a ninguém e a nada. Coisa admirável. Apenas isto e o
terrível lobo fechara a boca e se aproximou mansamente e deitou aos pés de São
Francisco.
São Francisco então disse:” Irmão lobo, tu estas causando muitos danos e medo
neste povoado maltratando e matando criaturas de Deus sem a permissão Dele Você
não está contente em matar outros animais e ainda tem o atrevimento de
dar morte e causar danos ao homem, imagem de seu Deus. Por tudo isto está
merecendo a forca de ladrão e homicida malvado. Quero irmão lobo fazer as pazes
com você e o povo dessa cidade, assim pare de perseguir os homens e seus animais.Com
estas palavras o lobo baixou a cabeça e São Francisco disse “vou fazer que
o povo desta cidade te de oque necessita de modo que não passe fome, mas não faça
nenhum mal  nem ao homem nem a outro animal.Me prometes? O lobo inclinando a
cabeça diz entender claramente o que dizia São Francisco e este estão disse;
” venha comigo “
O lobo levantou a pata dianteira e colocou-a na mão de São Francisco e daquela data em seguida o lobo ia de porta em porta e todos o tratavam como a
um cachorro de estimação e davam a ele comida e abrigo. E o lobo não causou
nenhum mal a esta gente.
Viveu mansamente e morreu de velho nesta cidade como lembrança do milagre de
São Francisco.
São Francisco de Assis, rogai por nós!

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.