Santa Sé propõe Jornada Mundial contra perseguição aos cristãos

 D.Dominique Mamberti, secretário do Vaticano para as relações com os Estados propôs à Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) uma jornada mundial contra a “perseguição e a discriminação dos cristãos”.Dirigindo-se à conferência ministerial da organização, que hoje se concluiu em Vilnius, Lituânia, pediu que seja dado “um sinal importante de que os Governos querem enfrentar esta grave questão”.

Na sua intervenção afirmou que “poderiam ser mais de 200 milhões os cristãos, de diferentes confissões”, que se encontram “numa situação difícil por causa de estruturas legais e culturais que os discriminam”.
“Apesar de a comunidade internacional e as constituições da maior parte dos Estados proclamarem repetidamente” o direito à liberdade religiosa, disse D. Dominique Mamberti, este “continua a ser hoje amplamente violado”.
O secretário do Vaticano para as relações com os Estados abordou ainda a questão das migrações, pedindo medidas que promovam a reunificação familiar, já que “a família desempenha um papel fundamental no processo de integração, ao dar estabilidade à presença dos migrantes no seu novo ambiente social”.
Ainda neste contexto, o responsável alertou para o tráfico de seres humanos, especialmente de mulheres e menores, ligado à exploração sexual, laboral e mesmo para a “escravidão” doméstica.

Falando num “poderoso negócio global”, o arcebispo Mamberti defendeu a necessidade de uma “convergência de esforços” para “lutar contra esta praga com maior determinação”, incluindo a certeza de “castigo” para os traficantes.
A Santa Sé é um dos membros fundadores da OSCE , com sede em Viena, Áustria, organismo que engloba 56 países da Europa e Ásia central, para além dos EUA e Canadá.

***
Fonte:
http://www.radiovaticana.org

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.