Santa Cacilda ou Cassilda

Também conhecida como Santa Cacilda de Briviesca

Nasceu em Toledo na Espanha em 1050 e era filha de rei mouro de Toledo,
que odiava qualquer coisa relacionada com Jesus Cristo. Cacilda secretamente
visitava os cativos cristãos e os alimentava e cuidava dos doentes e
acredita-se que escapou de contrair varias doenças por milagre e ainda que
levava rosas no colo e ao chegar na prisão as rosas viravam pães com os quais
ela alimentavam os cristãos presos. Diz ainda a tradição, que quando os guardas
a surpreendiam com pães, esses viravam rosas. Isto acabou enfurecendo seu pai
que ordenou sua prisão e mandou tortura-la para que renegasse a sua fé. Ela
conseguiu escapar milagrosamente e foi ser uma eremita anacoreta perto de
Briviesca, em Burgos e com muita alegria ela foi batizada. Ela é muito venerada
em Burgos, Toledo e Saragoça. Na arte litúrgica ela é representada como uma
jovem sarracena, carregando rosas no colo e as vezes com pães que viram rosas.
Ela é invocada em tempos de guerra. Existe uma linda pintura dela no Museu del
Prado Madrid, feita pelo pintor Francisco de Zurburan.

Sua festa é celebrada no dia 9 de abril.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.