Religiosas rompem com o anglicanismo e ingressam na Igreja Católica

O site de notícias ACI/EWTN Noticias  publicou uma notícia nesta quinta-feira (03 de janeiro de 2013) informando que onze religiosas da Comunidade da Santíssima Virgem, uma das pioneiras ordens anglicanas criadas após o rompimento com a Igreja Católica, resolveram se unir ao Ordinariato criado pelo Papa Bento XVI para receber ex-anglicanos.

Segundo a notícia, os anglicanos vivem momentos de tensão uma vez que, após terem tentado a aprovação de mulheres bispos, e obterem a aprovação dos bispos, os leigos rejeitaram essa atitude.

A Igreja criou oficialmente em 2011 o Ordinariato Pessoal Nossa Senhora de Walsingham como “uma estrutura canônica que permite uma reunião corporativa de tal modo que os ex-anglicanos possam ingressar na plena comunhão com a Igreja Católica preservando elementos de seu patrimônio anglicano” para acolher ex-anglicanos da Inglaterra e de Gales.

As ex-religiosas anglicanas, cujas idades variam entre os 45 e os 83 anos, foram recebidas na Igreja Católica em 1º de janeiro, e serão conhecidas daqui para frente como as Irmãs da Santíssima Virgem Maria. Continuarão em sua atual residência de forma temporária, até que encontrem um lar permanente.

 

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=24651

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.