Reino Unido: ano da educação católica em resposta à visita papal

Agradecimento
dos bispos da Inglaterra e Gales a Bento XVI

LONDRES,
segunda-feira, 22 de novembro de 2010 (ZENIT.org) – Os bispos da Inglaterra e Gales comemoração um
“Ano da educação católica” como resposta à visita que Bento XVI
realizou ao Reino Unido de 16 a
19 de setembro.

O anúncio
foi feito pelo presidente da Conferência dos Bispos Católicos de Inglaterra e
Gales, o arcebispo Vincent Nichols, na última sexta-feira, em coletiva de
imprensa.

“O que
faremos no ‘Ano da educação católica’ é comemorar os 150 anos de cooperação com
o governo para proporcionar uma educação excelente”, explicou.

Por meio de
um comunicado divulgado após sua última reunião, o episcopado da Inglaterra e
Gales destacou: “Valorizamos as conquistas das nossas escolas e institutos
e compartilhamos seu compromisso pela constante busca da excelência” e
“vamos comemorar isso com o ‘Ano da educação católica'”.

Os bispos refletiram
juntos sobre a recente visita papal e agradeceram ao Pontífice “pela sua
ênfase no imenso valor da educação católica” e “por tudo o que disse
e fez”.

Mensagens
do Papa

Para os
bispos, “foi central na mensagem do Papa Bento a insistência em que a religião
tem uma função central a desempenhar na nossa sociedade e que todas as pessoas
de fé têm uma contribuição importante e necessária a oferecer para o bem
comum”.

“Também
fazemos nossas e difundimos as expressões do Santo Padre de vergonha, dor e pedido
de perdão com relação ao imenso sofrimento causado pelo abuso de menores,
especialmente na Igreja e por seus ministros.”

Os bispos
agradeceram o tempo que o Papa dedicou a encontrar-se com as vítimas dos abusos
e recordaram que, “por meio da nossa Comissão Nacional Católica para a
Proteção, estamos trabalhando com os sobreviventes para criar um ‘caminho do
cuidado’, para dirigir a Igreja nesta tarefa”.

Em sua
reunião, os bispos refletiram também sobre a situação dos sacerdotes, “que
vêm sofrendo a crítica pública e o desprezo”, e lhes agradeceram por sua
perseverança.

“Uma
nova confiança”

“Esta
visita nos deu uma nova confiança – afirmam. Também nos ajudou a dar um novo
impulso à nossa identidade como católicos, tanto experimentada por nós mesmos
como vista pelos demais.”

“Desejamos
fortalecer esta identidade, que se arraiga no dom da fé e que é fonte de tanta
generosidade.”

Outra das
coisas pelas quais agradeceram ao Papa foi por “incentivar-nos a continuar
trabalhando pela plena unidade visível da Igreja, enquanto nos preparamos para
o estabelecimento de um ordinariato”.

“Estamos
felizes por reconhecer o convite do Santo Padre, que afirma que existimos ‘para
proclamar o Evangelho de novo em um ambiente muito secularizado'” e
“renovamos nossa dedicação e nossa missão profética, destacando as
necessidades dos pobres e dos menos favorecidos do mundo”, declararam.

Também
agradeceram ao Papa “por dar-nos o Beato John Henry Newman como modelo
especial de discípulo fiel para o Reino Unido”.

Agradecimentos

Por outro
lado, agradeceram a Deus por esses dias, que foram para tantas pessoas
“dias de alegria, de comemoração e de expressão pública de fé em Deus,
especialmente da fé cristã”.

Agradeceram
à Rainha, “pelo convite feito a Sua Santidade e pelas gentis e pessoais
boas-vindas que lhe deu”.

Finalmente,
“a todos os que ajudaram a que a visita apostólica se realizasse sem
problemas”, entre eles, as autoridades governamentais e locais, os corpos
de segurança, o representante do primeiro-ministro para a organização da
visita, Lord Chris Patten, e os membros da comunidade católica que trabalharam
na organização.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.