Regina Coeli: “Não tenhamos medo de ser cristãos nem de viver como cristãos”

VATICAN-POPE-EASTER-REGINA COELI PRAYERNeste domingo, diante de uma multidão de fiéis reunida na Praça de São Pedro para a Oração do Regina Coeli, o Papa Francisco os incentivou a não terem medo “de ser cristão e de viver como cristãos”.

Segundo ACI (07/04/13), o Papa Francisco exclamou:

 “O Espírito de Cristo Ressuscitado expulsa o medo do coração dos Apóstolos e os impulsiona a sair do Cenáculo para levar o Evangelho”.

“Tenhamos também nós mais coragem para testemunhar a fé em Cristo Ressuscitado! Não devemos ter medo de ser cristãos e de viver como cristãos!”.

Proferiu esta mensagem aos cristãos: “devemos ter esta coragem de ir e anunciar Cristo Ressuscitado. Porque Ele é nossa paz. Ele fez a paz com seu amor, com seu perdão, com seu sangue, com sua misericórdia”.

“A Igreja é enviada por Cristo ressuscitado a transmitir aos homens a remissão dos pecados, e assim fazer crescer o Reino do amor, semear a paz nos corações, para que se afirme também nas relações, nas sociedades, nas instituições”. E sublinhou que “a verdadeira paz, essa paz profunda, vem de experimentar a misericórdia de Deus”.

O Santo Padre recordou que hoje se celebra o domingo da Divina Misericórdia, “por vontade do Beato João Paulo II, que fechou seus olhos a este mundo precisamente na vigília desta celebração”:

“O evangelho de João nos refere que Jesus apareceu duas vezes aos Apóstolos encerrados no Cenáculo: a primeira, na mesma tarde a Ressurreição, e aquela vez não estava Tomás, quem disse: se não ver e não toco, não acredito. A segunda vez, oito dias depois, estava também Tomé. E Jesus de dirigiu precisamente a ele, convidou-o a olhar as feridas, às tocar; e Tomás exclamou: ‘meu senhor e Deus meu!’
“Então Jesus disse: ‘Porque me viu acreditaste. Benditos os que não viram e creram!’”.

O Papa assinalou que quem tinha acreditado sem ver foram “outros discípulos, outros homens e mulheres de Jerusalém que, mesmo tendo encontrado Jesus ressuscitado, acreditaram pelo testemunho dos Apóstolos e das mulheres”.

“Esta é uma palavra muito importante sobre a fé, podemos chamada a bem-aventurança da fé. Bem-aventurados os que acreditaram sem ter visto”.

Francisco afirmou que “em todo tempo e em todo lugar são bem-aventurados aqueles que, através da Palavra de Deus, proclamada na Igreja e testemunhada pelos cristãos, acreditam que Jesus Cristo é o amor de Deus encarnado, a Misericórdia encarnada. E isto vale para cada um de nós!”. E concluindo suas palavras disse:“Confiados sempre na Misericórdia do Senhor. Ele sempre nos espera. Ama-nos. Perdoou-nos com seu sangue e nos perdoa cada vez que vamos a Ele a pedir-lhe perdão. Tenhamos confiança em sua Misericórdia”.

Fonte:http://www.acidigital.com/noticia.php?id=25216

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.