Questões de Fé – Parte 3

IGREJA:

Foi fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo. Só existe uma Igreja: a Católica. Ela sendo assistida pelo Espírito Santo jamais ensinou, em matéria de Fé e Moral, qualquer coisa errada. É heresia dizer que a Igreja se afastou da verdade, ensinando coisas erradas.

Cristo prometeu solenemente ficar com sua Igreja até o fim do mundo. Eu creio na promessa Dele e quem diz que a Igreja errou ou erra, blasfema contra Cristo.  Prova da Bíblia: Mateus 16, 18-19; 28,20; João 14,16-17.26; Lucas 1, 32-33; Daniel 2,44; João 10, 16; 16, 13; I Coríntios 5, 1-7.

IMACULADA CONCEIÇÃO:

A Virgem Maria foi concebida sem a mancha do pecado original. No primeiro instante da concepção da Virgem Maria, no seio de Sant’Ana Deus por sua onipotência, infunde nela a plenitude de sua graça, pré-remindo-a da herança do pecado original. Isso tudo em razão da sua eleição para ser a Mãe do Deus Encarnado. A Igreja sempre, desde os Apóstolos, ensinou porque creu nessas verdade. Prova da Bíblia: Gênesis 3,15; Apocalipse 12, 1-6.13.

Favor comparar esses textos. Em ambos uma mesma verdade: a batalha do demônio contra A Mulher (Virgem Maria) e a Virgem Maria é a sempre vencedora. Se a Virgem Maria tivesse nascido com o pecado original já entraria na vida derrotada pelo demônio.  E graças a Deus por sua Imaculada Conceição, pois a Mãe do meu Salvador não é uma pecadora, uma mulher qualquer. Cristo recebeu carne e sangue-vida- uma verdadeira e única pessoa que é Deus, no seio puríssimo da nossa Mãezinha do Céu. Graças a Deus que sou católico. No passado como pastor ofendi ao doce Salvador dizendo que a Mãe Dele era pecadora, uma mulher como outra qualquer. Já me arrependi desse grave pecado, confessei-o e agora tento reparar o mal que pratiquei, amando a Mãe do Meu Senhor e minha Mãe.

Leia ainda Lucas 1, 28-30 – O Arcanjo lhe presta um culto de veneração reconhecendo-a Cheia de Graça, porque nela não falta nenhuma graça. Principalmente a da pureza original.  Não é uma mulher qualquer, é a : “Bendita entre todas as mulheres”. “O Senhor é contigo… encontraste graça diante de Deus”. E tudo isso é reconhecido antes mesmo dela conceber o Salvador do Mundo.

O demônio odiando a Virgem Maria procura seduzir os fracos para não honrar a Mãe de Deus e assim neles não se cumpre a profecia de Lucas 1,48. Graças a Deus que somos católicos e assim a profecia se cumpre todos os dias, do início até a consumação de tudo.

IMAGENS:

Deus não condena as imagens, mas manda fazê-las e até dá sabedoria aos homens para fazê-las bem feito. Deus condena é a idolatria. Quem pratica idolatria, que é pecado grave, não se arrependendo e confessando ao Padre o seu pecado, perde a Fé Verdadeira, sai da Igreja e vai para as seitas. Deus enche de sabedoria para fazer as imagens dos querubins (anjos) a dois artífices.  Compare Êxodo 25, 18 com Êxodo 31, 1-6.

Leia ainda a ordem de Deus para se fazer imagens: I Crônicas 28, 18; Ezequiel 41, 17-21: “coberto de figuras (isto é, imagens )”. Ainda Hebreus 9,5; Números 21, 7-10 comparar com João 3,14.

INDULGÊNCIAS:

Poder
concedido à Igreja; mais precisamente o poder das chaves, o ligar e desligar
concedido ao Papa Pedro e a todos os seus sucessores.  Leia Mateus 16, 18 e 2 Coríntios 2, 6-10.

INFERNO:

É o lugar e estado de eterna infelicidade em que se acham as almas dos condenados. É dogma de fé que as almas dos que morrem em estado de pecado mortal vão para o inferno.

Que nega a existência do inferno é herético e não católico.

Os adventistas do 7º Dia (mais conhecidos como Sabatistas) e os russelistas (erroneamente chamados testemunhas de Jeová) e outras seitas do mundo protestante negam a existência do inferno.

A prova da Bíblia: Daniel 12,2; Judite 16,17; Isaías 66,24; Sabedoria 4, 19; 3,10;6,5ss.Jesus fala claramente e de maneira firme sobre a realidade do inferno: Mateus 5, 22-29 s; 10,28; 18,9;23,15-33; Marcos 9,46s; Mateus 25, 30.41.46; Mateus 3,12; Marcos
9,42; Mateus 13,42-50; Mateus 8, 12;22, 13;24, 51; Lucas 13,28-2 Tessalonissences 1,9; Romanos 2, 6-9; Hebreus 10, 26-31; Apocalipse 21, 8; 20,10;2 Pedro 2,6; Judas 7.

A Natureza do Inferno: perda da visão beatífica: Mateus 25,41; Mateus 25,12; I Coríntios 6,9; Lucas 13, 27;14,24; Apocalipse 22,15. Também sofrerão tormentos sensíveis designado pelo fogo, grito de horror e ranger de dentes, desespero e ódio.

Todos os que rejeitam a Cristo e a sua Igreja, bem como os maiores assassinos, estupradores estarão lá.

No inferno terão a companhia eterna dos demônios e homens ímpios. No inferno não existe amizade, sentimento fraternal, filial, nada, só o ódio.

Nessa hora quem sabe alguém está prestes a cair no fogo do inferno. Paremos nossa leitura e rezemos pela conversão desses pecadores. Evangelizar é salvar as almas do abismo do inferno. O inferno é eterno e terrível. Eterno: sempre … sempre … sempre…

INTERCESSÃO DOS SANTOS:

Começa nesta vida: João 14, 13-14; 15,7; I João 3,22; Jeremias 11,14; Sabedoria 18,2-22; Números 17,6-15-17; I Samuel 12,19; Judite 8,29.  Essa intercessão é aconselhada por Deus: Jó 42,8; Gênesis 20,1-8; Mateus 5,44; Tiago 5,16. Os anjos exercem esse ministério: Zacarias 1,12-13.  Nosso Senhor diz que eles são nossos amigos no Céu: Lucas 16,9; Apocalipse 8,3.

Que bom termos alguém que roga por nós no Céu. O amor nunca acaba.

IRMÃOS DE JESUS:

Na Bíblia a palavra irmãos pode significar também parentes próximos. Exemplos: Gênesis 13,8; 14, 14;12,4-5; 29,13; Levítico 10, 1-4; I Crônicas 23,22; Tobias 8,8.

Observação: trazem já a tradução correta algumas passagens onde aparece a palavra irmãos e são traduzidos primos (Exemplo: Tobias 8,9).

Os ditos irmãos de Jesus são na verdade seus primos. Leia e compare: Mateus 13, 55-56 com Mateus 27,56 e mais Marcos 15,40 e João 19,25 e Judas 1 e Lucas 6,15.

Maiores detalhes ver nosso livro “Em Defesa da Fé”.

JEJUM:

Recomendado pela palavra de Deus: Joel 2,12; Esdras 8,23; Neemias 1,4; Tobias 12,8; Daniel 10,3; Atos 10,4; Jonas 3, 5.10.  É eficaz contra o demônio: Marcos 9,29.

Deve ser praticado por todos os cristãos: Mateus 9,15; Atos 13,2-3; 14,23; 2 Coríntios 6,4-5; 11,27; Mateus 4, 2; 3,4.

Nosso Senhor e os Apóstolos jejuavam constantemente.

O jejum faz bem para a alma e para o corpo.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.