Quem ataca a vida e a família são como os que pediam libertar Barrabás

MEXICO D.F., 19 Abr. 11 / 02:12 pm (ACI) O Arcebispo de Antequera-Oaxaca (México), Dom José Luis Chávez Botello, chamou a viver corretamente a Semana Santa e afirmou que as pessoas que promovem o aborto e atacam a família, são como os que nos tempos de Jesus pediam a gritos a libertação de Barrabás.

“Como em tempos de Pilatos hoje não poucas pessoas estão gritando em Oaxaca: solte-nos a Barrabás! ao aferrar-se em tampar a corrupção, ao querer desalentar e dividir à sociedade, ao distorcer o matrimônio, ao danificar a vida com máscara de defender supostos direitos, ao pactuar alguns com o crime, pedem a morte de Jesus porque a verdade os estorva, a justiça, a moral e a vida honesta”.

No domingo, Dom Chávez Botello alentou a viver intensamente a Páscoa de Cristo, porque “nos oferece motivos sólidos para lutar pela verdade, pela unidade, pela superação pessoal e pelo bem comum; nos dá forças para gastar a vida pela família e para servir por amor”.

O Arcebispo também pediu participar ativamente nas celebrações litúrgicas e não permitir que a religiosidade popular se esvazie de seu conteúdo.

“É importante alimentar a finalidade e o espírito cristão destas devoções louváveis para não esvaziá-las nem reduzi-las a meros costumes sem conteúdo nem compromisso, para não desligá-las da celebração litúrgica de cada dia presidida pelo sacerdote”, assinalou.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.