Qual a importância das Indulgências?

purgatorio9Diz o Catecismo que: “Os que morrem na graça e na amizade de Deus, mas não estão completamente purificados, embora tenham garantida a sua salvação eterna, passam, após sua morte, por uma purificação, a fim de obterem a santidade necessária para entrarem na alegria do Céu.” (§1030). A doutrina tem base na Bíblia (2Mac 12, 39-46; Mt 5, 22-26; Mt 12,31; Mc 3,29; Lc 12,45-48; Lc 12,58-59; 1Cor 3,15; 1Pe 3,18-19; 4,6).

Em todas as Missas a Igreja reza pelo sufrágio das almas do Purgatório. São João Crisóstomo (†404) disse: “Levemos-lhes socorro e celebremos sua memória. Não hesitemos em socorrer os que partiram e em oferecer nossas orações por eles (Hom. in 1Cor 41,5). “Os Apóstolos instituíram a oração pelos mortos e que esta lhes presta grande auxílio e real utilidade” (Fil. III 4, PG 62, 204). O Papa João Paulo II, disse: “A tradição da Igreja exortou sempre a rezar pelos mortos. O fundamento da oração de sufrágio encontra-se na comunhão do Corpo Místico…” (LR, n. 45, de 10/11/91). “Numa misteriosa troca de dons, eles [no purgatório] intercedem por nós e nós oferecemos por eles a nossa oração de sufrágio.”( LR de 08/11/92, p. 11). “As suas almas [no purgatório] intercedem por nós junto de Deus”. (02/11/94)

Leia também: Como surgiram as Indulgências?

Se a confissão perdoa os pecados, para que existem as indulgências?

Tire suas dúvidas sobre indulgências

Obras e orações indulgenciadas

Indulgências: O que são?

O que são as indulgências? O Catecismo afirma que: “Pelas indulgências, os fiéis podem obter para si mesmos e também para as almas do Purgatório, a remissão das penas temporais, sequelas dos pecados” (CIC, 1498).

“Indulgência é a remissão, diante de Deus, da pena temporal devida aos pecados já perdoados quanto à culpa, que o fiel, devidamente disposto e em certas e determinadas condições, alcança por meio da Igreja, a qual, como dispensadora da redenção, distribui e aplica, com autoridade, o tesouro das satisfações de Cristo e dos Santos”. (Papa Paulo VI, 1967). A indulgência pode ser plenária (total) ou parcial.

Ouça também: O que é a Indulgência Plenária?

o_que_sao_as_indulgenciasPodemos a cada dia oferecer uma Indulgência Plenária para uma alma do Purgatório, ou para a nossa alma, basta o seguinte:

1. Fazer uma Confissão perfeita;

2. Participar da Santa Missa e da Comunhão com esta intenção;

3. Rezar pelo Papa ao menos um Pai-nosso, uma Ave-Maria e um Glória ao Pai;

4. Escolher uma das quatro alternativas: Adoração do Santíssimo por meia hora; ou ler a Palavra de Deus, meditando por meia hora; ou fazer a Via-Sacra na capela seguindo os quadros; ou rezar o Terço em família diante de um Oratório. Há outras maneiras de ganhar indulgências previstas no “Manual das Indulgências” (veja o livro “O que são as Indulgências?”, Ed. Cleófas.)

Prof. Felipe Aquino

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.