Programa Escola da Fé: ANO DA FÉ – Parte 5

 QUEM É DEUS?

Aristóteles: “o homem é um ser religioso”.

“Eu Sou Aquele que Sou” – Iahweh

Sl 102,27-28 – “Eles perecem, mas tu permaneces; todos ficam gastos como a roupa… mas tu existes, e teus anos jamais findarão!”

Tg1,17 – “Nele não há mudança, nem sombra de variação”.

Papa Pio XII: “A inteligência humana, na aquisição destas verdades, encontra dificuldades tanto por parte dos sentidos e da imaginação como por parte das más inclinações, provenientes do pecado original. Donde vemos que os homens em tais questões, facilmente procuram persuadir-se de que seja falso ou ao menos duvidoso aquilo que não desejam que seja verdadeiro”. (Humani Generis, DS 3875).

Joseph de Maistre: “Ninguém afirma: ‘Deus não existe’ sem antes ter desejado que Ele não exista”.

A EXISTÊNCIA DE DEUS

São Tomás de Aquino – Pode-se chegar a Deus pelo uso da razão. (Suma Teológica I, q.2, a.a 1, 2, 3 e 4),

Pelas “mensagens” das criaturas e pela voz de nossa consciência podemos ter a certeza da existência de Deus, causa e fim de tudo.

“O que se pode conhecer de Deus é manifesto entre eles, pois Deus lho revelou. Sua realidade invisível – seu eterno poder e sua divindade – tornou-se inteligível desde a criação do mundo através das criaturas” (Rm 1,19-20).

O Concilio Vaticano I (1869-1870), sob Pio IX (1846-1870), declarou: “A Santa Mãe Igreja sustenta e ensina que Deus, princípio e fim de todas as coisas, pode ser reconhecido com certeza pela luz natural da razão humana partindo das coisas criadas.” ( Dz 1785).

Santo Agostinho: “Interroga a beleza da terra, interroga a beleza do mar, interroga a beleza do ar que se dilata e se difunde, interroga a beleza do céu… interroga todas estas realidades. Todas elas te respondem: olha-nos, somos belas. Sua beleza é um hino de louvor. Essas belezas sujeitas à mudança, quem as fez senão o Belo, não sujeito à mudança?” (Sermão 241,2).

“Quando eu estiver inteiramente em Vós, nunca mais haverá dor e provação; repleta de Vós por inteiro, minha vida será verdadeira”  (Confissões – 10,28,39).

Concílio IV do Latrão (1215):  “entre o Criador e a criatura não se pode notar uma semelhança, sem que se deva notar entre eles uma ainda maior dessemelhança” (DS 806)

São Tomás de Aquino: “não podemos apreender de Deus o que ele é, mas apenas O que ele não é e de que maneira os outros seres se situam em relação a ele” (Suma contra os gentios, 1,30).

Sem o Criador, a criatura se esvai” (GS 36)

São Tomás de Aquino: “quanto mais o homem se afasta de Deus, mais se aproxima do seu nada”.

ALGUNS ATRIBUTOS DE DEUS

 Deus é Infinito, também o são as suas faculdades.

“Mas, será verdade que Deus habite sobre a terra? Se o céu e os céus dos céus não vos podem conter quanto menos esta casa que edifiquei!” (1Rs 8,27).

“O Altíssimo, porém, não habita em casas construídas por mãos humanas. Como diz o profeta: 

“O céu é o meu trono, e a terra o escabelo dos meus pés. Que casa me edificareis vós?, diz o Senhor. (Is 66,1s.)”?

DEUS É ÚNICO

Tertuliano (?220): “O Ser Supremo e Excelentíssimo precisa ser único, e não pode haver igual a Ele, porque se não for assim, Ele não seria o Ser Supremo, e como Deus é o Ser Supremo, com razão diz nossa verdade Cristã: Se Deus não é o Único, não há nenhum Deus”.

Concílio Vaticano I (1870) declarou: “A Santa Igreja Católica Apostólica e Romana, crê e confessa que existe um único Deus Verdadeiro” (DZ. 1782).

“Mas, para nós, há um só Deus, o Pai, do qual procedem todas as coisas e para o qual existimos” (1 Cor 8,6).

“Ao Deus único, Salvador nosso, por Jesus Cristo, Senhor nosso, sejam dadas glória, magnificência, império e poder desde antes de todos os tempos, agora e para sempre. Amém”  (Jd 1,25).

“Há um só Deus e Pai de todos, que atua acima de todos, por todos e em todos” (Ef 4,6).

 “Ao Rei dos séculos, Deus único, invisível e imortal, honra e glória pelos séculos dos séculos! Amém”. (I Tm 1,17)

DEUS É UM ESPÍRITO PERFEITÍSSIMO E ETERNO

Deus possui todas as perfeições em grau infinito.

“Deus é espírito, e os seus adoradores devem adorá-lo em espírito e verdade” (Jo 4,24).

São Tomas de Aquino afirmava a eternidade de Deus por sua absoluta imutabilidade e Sua plenitude absoluta que exclui toda sucessão (S.Th. I,10,2-3).

Deus não teve principio e não terá fim;

 Incriado, sempre existiu e sempre existirá.

Concílio IV de Latrão(1215) disse: “A Santa Igreja Católica, Apostólica Romana crê e confessa que existe um único Deus Verdadeiro, Vivo, Eterno, Imenso, Incompreensível, Infinito em Seu entendimento e vontade e em toda perfeição” (Dz. 1782).

DEUS É TODO PODEROSO, ONIPOTENTE

“Teu grande poder está sempre a teu serviço, e quem pode resistir à força de teu braço?” (Sb 11,21).

“Ele faz tudo o que quer” (Sl 115,3)

 “O Senhor Deus realiza tudo o quer tanto no céu como na terra” (Sl 134,6).

“Reconheço que tudo podes e que nenhum dos teus desígnios fica frustrado” (Jó 42,2).

“Antes que os montes, a terra e o universo tivessem sido criados, Tu existias desde a eternidade até a eternidade” (Sl 89,2).

“Para Deus nada é impossível” (Lc1, 37)

“Graças te damos, Senhor, Deus Dominador, que és e que eras, porque assumiste a plenitude de teu poder real (Ap 11,17).

DEUS É ONIPRESENTE E ONISCIENTE

“Sabeis tudo de mim, quando me sento ou me levanto. De longe penetrais meus pensamentos. Quando ando e quando repouso, vós me vedes, observais todos os meus passos. A palavra ainda me não chegou à língua, e já, Senhor, a conheceis toda. Vós me cercais por trás e pela frente, e estendeis sobre mim a vossa mão. Conhecimento assim maravilhoso me ultrapassa, ele é tão sublime que não posso atingi-lo. Para onde irei, longe de vosso Espírito? Para onde fugir, apartado de vosso olhar? Se subir até os céus, ali estareis; se descer à região dos mortos, lá vos encontrareis também” (Sl 138,2-7).

“Poderá um homem se ocultar de tal modo que eu o não veja? – oráculo do Senhor. Porventura não enche minha presença o céu e a terra? – oráculo do Senhor (Jr 23,24).

Karl Rahner:  “Deus é um instante que não passa”.

Nada lhe é oculto; conhece todas as nossas realidades passadas, presentes e futuras. Tudo é presente diante dos seus olhos.

Mas não exista o destino. A onisciência de Deus não elimina nosso livre arbítrio.

“Com efeito, o Espírito do Senhor enche o universo, e ele, que tem unidas todas as coisas, ouve toda voz” (Sb 1,7).

DEUS É O CRIADOR DE TUDO

Paulo VI – Profissão de Fé: “Cremos em um só Deus – Pai, Filho e Espírito Santo – Criador das coisas visíveis – como este mundo, onde se desenrola nossa vida passageira -, Criador das coisas invisíveis – como são os puros espíritos, que também chamamos anjos -, Criador igualmente, em cada homem, da alma espiritual e imortal”. (CPD, 8)

“No princípio, Deus criou os céus e a terra” (Gn 1,1).

“Respondeu-lhes Jesus: Não lestes que o Criador, no começo, fez o homem e a mulher”. (Mt 19,4)

 “O meu socorro virá do Senhor, criador do céu e da terra”(Sl 123,8)

“Mas o criador do mundo, que formou o homem na sua origem e deu existência a todas as coisas, vos restituirá, em sua misericórdia, tanto o espírito como a vida, se agora fizerdes pouco caso de vós mesmos por amor às suas leis’. (II Mac 13,14)

PRÊMIOS NOBEL E A VIDA

Dr. Adolf Butenandt, Prêmio Nobel em Química, em 1938, por seu trabalho sobre os hormônios sexuais: “Com o átomos de um bilhão de estrelas, o acaso cego não conseguiria produzir sequer uma proteína útil para a vida”.

Dr. Marshall W. Nirenberg, Prêmio Nobel de Fisiologia – Medicina em 1968 pela interpretação do código genético e sua função na síntese das proteínas: “Todo ser vivo possui o próprio programa gravado em fitas DNA, mediante a qual se autoconstrói e a seguir funciona. Desvenda-se assim o segredo da vida. Não existe maior maravilha.”

Dr. George Wald, Premio Nobel de Fisiologia – Medicina em 1967 pelas descobertas referentes aos processos visuais fisiológico e químico  no olho: “As maravilhas de nossa técnica estão a nível de brinquedos infantis, se comparadas com as da natureza.”

Dr. Francis Compton Crick, Premio Nobel de Fisiologia – Medicina em 1962, por suas descobertas referentes à estrutura molecular dos ácidos nucléicos e seu significado para a transferência de informação em material vivo: “Se as fitas DNA de um homem – de um só – fossem unidas linearmente, poderiam circunscrever todo o Sistema Solar.”

Dr. George Beadle, Premio Nobel de Fisiologia – Medicina, em 1958, por suas descobertas que os genes agem regulando definidos eventos químicos: “A programação nas fitas DNA ativa a célula como se fosse uma microscópica fábrica ultra automatizada e cibernética. Movimenta-a de maneira inconcebivelmente exata, veloz e bem organizada.

Dr. Jacques Monod, Prêmio Nobel, em 1965 por suas pesquisas sobre as células da vida: “Chegou-nos uma mensagem dos abismos do tempo”.

Do livro: “A Criação não é um mito” , Domenico E. Ravalico, Ed.Paulinas, SP, 1979

Dr. Francis Collins, Diretor o Projeto “genoma humano” e Diretor do Instituto Nacional Americano de Pesquisa do Genoma Humano, afirma que: “o ateísmo é a opção mais irracional” (VEJA, Edição 1992 de  24/01/2007)

DEUS É SANTO E JUSTO

“Estes animais tinham cada um seis asas cobertas de olhos por dentro e por fora. Não cessavam de clamar dia e noite: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Dominador, o que é, o que era e o que deve voltar” (Ap 4,8)

DEUS É AMOR

“Deus amou tanto o mundo, que entregou seu Filho único” (Jo 3,16).

“Mas no meu eterno amor, tenho compaixão de ti” (Is 54,8).

“Eu te amei com um amor eterno, por conservei por ti o amor” (Jr 31,3).

“Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor” (1Jo 4, 7-8).

DEUS É MISERICORDIOSO

“O Senhor passou diante dele, exclamando: “Javé, Javé, Deus compassivo e misericordioso, lento para a cólera, rico em bondade e em fidelidade, (Ex 34,6).

“Se voltardes para o Senhor, vossos irmãos e vossos filhos acharão misericórdia diante daqueles que os levaram para o cativeiro e voltarão à sua terra, pois o Senhor Deus é generoso e misericordioso e não desviará os olhos de vós, se voltardes para ele” (2 Cr 30,9).

“Sede misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso” (Lc 6,36).

“Mas Deus, que é rico em misericórdia, impulsionado pelo grande amor com que nos amou, quando estávamos mortos em consequência de nossos pecados, deu-nos a vida juntamente com Cristo – é por graça que fostes salvos!” (Ef 2, 4-5)

DEUS É A VERDADE E A VIDA

“Celebro teu nome por teu amor e verdade” (Sl 138,2).

“O princípio de tua palavra é a verdade, tuas normas são justiça para sempre” (Sl 119,160).

“Sim,  Senhor Deus, és tu que és Deus, tuas palavras são verdade” (2Sm 7,28).

“E o testemunho é este: Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. Quem possui o Filho possui a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida.” (1Jo 5, 11-12).

“Jesus lhe respondeu: Eu sou o caminho, a verdade e a vida” (Jo 14,6).

“Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que esteja morto, viverá” (Jo 11,25).

“Em verdade, em verdade vos digo: quem crê em mim tem a vida eterna. Eu sou o pão da vida” (Jo 6, 47-48).

“Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia” (Jo 6,54).

Você também pode acessar este conteúdo através do link abaixo:

http://cleofas.com.br/pdf_apresentacoes/anodafe_quemedeus.pdf

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.