Pró-vidas brasileiros pedem enviar protesto à FIOCRUZ contra estudo sobre a legalização do Aborto

SÃO PAULO,
22 Nov. 10 / 02:50 pm (ACI).- De acordo com uma publicação no Diário Oficial da
União o Governo Federal assinou um Termo de Cooperação com a Fundação Oswaldo
Cruz destinado ao Estudo e Pesquisa sobre a Despenalização do Aborto no Brasil
até o dia 04/02/2011. Por esta razão grupos pró-vida no Brasil estão
animando os cidadãos a enviarem uma carta de protesto à Fundação contra o
mencionado Estudo.

Os membros da Campanha Nascer é um Direito animam os seus leitores a
participar, acessando o site do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira. No site do
IPCO existe um formato de carta-protesto que pode ser assinada e enviada à
FIOCRUZ.

Na carta os membros do Instituto “querem respeitosamente manifestar seu repúdio
ao termo de cooperação Nº. 137/2009, destinado a estudo e pesquisa
“Despenalizar o aborto no Brasil”. Tal contrato foi prorrogado até o dia
04/02/11, e tem como partes o Governo Federal e sua Fundação, conforme publicado
no Diário Oficial do dia 04/10/10. Tal repúdio se estende ao documentário
financiado pela FioCruz Vídeo que “em fevereiro vai distribuir 2.000 DVDs” a
escolas e outras entidades. O vídeo tem claro objetivo de banalizar a prática
do aborto e fazer propaganda deste”.

“Não podemos compactuar com isso e esperamos que a Fundação Oswaldo Cruz leve
em consideração este protesto de uma parte da sociedade que não se cala e
representa a grande maioria dos brasileiros, conforme se pode constatar nas
últimas eleições”, afirmam os membros do Instituto Plinio Correia de Oliveira.

“Não podemos aceitar que iniciativas como esta sejam colocadas em prática,
ainda mais depois que muitos partidos políticos se manifestaram publicamente a
favor da vida. Que contradição é essa agora?”, questionam os membros da
campanha nascer é um direito.

A carta pode ser lida, assinada e enviada através do site:
http://www.ipco.org.br/home/envie-seu-protesto-a-fundacao-oswaldo-cruz-contra-a-despenalizacao-do-aborto#formulario

As cartas de protesto também podem ser enviadas por correio à ouvidoria da
Fundação Oswaldo Cruz, no endereço:

Av. Brasil, 4.365 – Manguinhos

CEP: 21040-900, Rio de Janeiro – RJ

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.