Presidente da França respeitará objeção de consciência dos prefeitos em relação ao projeto de lei para o “matrimônio” homossexual

O site ACI/EWTN Notícias divulgou nesta quarta-feira, 21 de novembro de 2012, que o Presidente da França François Hollande, o qual impulsiona um projeto de lei que permite o “matrimônio” homossexual, assumiu diante de um congresso de prefeitos que irá incluir uma cláusula de respeito à objeção de consciência para os funcionários que não aceitem casar pessoas do mesmo sexo.

Diante do projeto apresentado pelo governo neste mês, para a aprovação do casamento de pessoas do mesmo sexo na França, centenas de prefeitos chegaram a enviar uma carta ao presidente alegando que se negariam a realizar uniões entre pessoas do mesmo sexo. A notícia ainda ressalta que este projeto deve chegar ao Parlamento francês no final de janeiro, e que conta com apoio de muitos,  entretanto muitos partidos expressaram sua desaprovação.

O povo também tem expressado sua opinião acerca deste projeto. No último sábado, dia 17,  segundo a notícia, “250 mil pessoas saíram às ruas de 10 cidades da França em uma grande manifestação a favor do autêntico matrimônio, formado por um homem e uma mulher; e contra as uniões homossexuais”.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=24487

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.