Por que não se canta o “Glória” e o “Aleluia” no tempo da Quaresma?

Sendo um dos “tempos fortes” do ano litúrgico, Quaresma são os quarenta dias que Jesus ficou no deserto. São dias de penitência e oração em preparação a Páscoa. A igreja nos pede a conversão e a crer no Evangelho. Sendo 0217-Promoçõesassim, a liturgia da Igreja faz-nos refletir sobre a nossa conduta como cristãos e nos convida a deixar o homem velho para trás, para que junto a ressurreição de Cristo, possamos também deixar o homem novo renascer. Com isso, neste tempo de preparação, entre outros gestos, omite-se o canto do “Glória” e do “Aleluia” nas celebrações.

Ouça a explicação do Prof. Felipe Aquino:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Leia também: Como viver a Quaresma?

Quais os símbolos e sinais da Quaresma?

Como se dividem os tempos litúrgicos?

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.