Pílula anticoncepcional dobra o risco de contrair AIDS

Um estudo da Universidade de Washington com mulheres de sete países africanos aponta que o uso de métodos contraceptivos hormonais aumenta em 50% a chance de a mulher infectar seu parceiro ou de se infectar com o HIV.

(Redação ÉPOCA, com Agência Estado) A pílula anticoncepcional, tão comumente usada pelas mulheres, é uma perigosa aliada do vírus da AIDS, o HIV. Um estudo desenvolvido na Universidade de Washington e divulgado na 6.ª Conferência da Sociedade Internacional de Aids (IAS), em Roma, aponta que os métodos contraceptivos hormonais dobram a chance de as mulheres já infectadas transmitirem o vírus a seus parceiros. No caso das que não têm AIDS, a chance de se contaminar também aumenta significativamente.

A pesquisa foi feita entre 2004 e 2010 em sete países da África – Quênia, Uganda, Ruanda, Botswana, Zâmbia, Tanzânia e África do Sul -, com cerca de 2,5 mulheres com HIV que tinham parceiros não infectados. Um terço tomou pílula ou usou injeção hormonal como método contraceptivo. Entre os parceiros dessas mulheres, o índice de infecção foi de 2,61% por ano. No outro grupo, a taxa foi de 1,51%.

Para mostrar que o risco de infecção aumenta também entra aquelas mulheres que não tinham o vírus, foram observados cerca de 1,3 mil casais em que apenas o homem tinha o vírus. Por volta de 20% das parceiras usavam um método contraceptivo hormonal, na maioria injeções. O estudo mostra que, nesse grupo, o índice de mulheres infectadas foi de 6,6%, contra 3,8% entre aquelas que não usavam método hormonal para evitar a gravidez.

Segundo os pesquisadores, não havia diferenças significativas no uso de camisinha ou no comportamento sexual que poderiam interferir no resultado. Conforme os pesquisadores, não há dados suficientes que indiquem o motivo de os hormônios aumentarem o risco de contaminação.


Fonte:
http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI250790-15257,00-PILULA+ANTICONCEPCIONAL+DOBRA+O+RISCO+DE+CONTRAIR+AIDS.html

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.