Personalidades como Jack Nicholson e Andrea Bocelli se declaram contra o aborto

ppjacknicholson080213O site ACIDIGITAL informou nesta quinta-feira (14 de fevereiro de 2013) que o renomado ator de Hollywood, Jack Nicholson declarou à imprensa americana que não aceita o aborto, pois seria uma hipocrisia de sua parte, uma vez que, se sua mãe tivesse aceitado o aborto ele “estaria morto, não existiria”. Ainda afirmou: “sou contrário ao meu distrito eleitoral no tema do aborto, porque estou positivamente em contra. Não tenho direito a qualquer outro ponto de vista. Minha única emoção é gratidão, literalmente, por minha vida”.

O ator conta que sua mãe engravidou quando ainda era adolescente, e muitas vezes ofereceram a ela a possibilidade de abortá-lo, mas ela optou tê-lo. Nascido em 1936, Nicholson cresceu acreditando que sua avó era sua mãe, e considerava como sua irmã a quem na realidade era a sua mãe. Ele descobriu a verdade somente em 1974.

O Tenor Andrea Bocelli também expressou seu rechaço ao aborto no vídeo, intitulado “Andrea Bocelli conta uma ‘pequena história’ sobre o aborto”.  O cantor conta que sua mãe grávida foi hospitalizada por “um simples ataque de apendicite”, mas os médicos, ao terminarem os tratamentos, sugeriram-lhe abortar porque “o bebê nasceria com alguma deficiência”.

“Esta valente jovem esposa decidiu não abortar, e o menino nasceu. Essa mulher era minha mãe, e eu era o menino. Talvez estivesse parcializado, mas posso dizer que a decisão foi correta”, relatou o tenor que sofre de glaucoma congênito e perdeu a visão aos 12 anos, por um golpe na cabeça jogando futebol.

(http://www.youtube.com/watch?v=AUDDFHmq4ac)

O ator católico, Jim Caviezel, que interpretou Jesus no filme “A Paixão de Cristo”, afirmou ao Catholic Digest, em 2009 que “não amo tanto a minha carreira para dizer ‘vou ficar calado sobre isto’”, referindo-se ao aborto. Ressaltou: “Estou defendendo a cada bebê que não nasceu”.

Justin Bieber também manifestou seu rechaço ao aborto. Em uma entrevista à revista Rolling Stone, Bieber assegurou que “realmente não acredito no aborto”, pois “é matar a um bebê”. A mãe de Justin Bieber, Pattie Malette, também se envolveu recentemente na causa pró-vida ao produzir o curta-metragem “Crescendo” contra o aborto e a favor da vida.

O veterano ator católico Martin Sheen também expressou repetidamente sua oposição ao aborto. Em uma entrevista em 2011, Sheen admitiu também que sua esposa, Janet, foi concebida por um estupro, por isso, assinalou, se sua mãe a tivesse abortado ou atirado em um rio, como chegou a pensar, ele não a teria conhecido.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=24866

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.