Papa recorda aos Bispos que devem cuidar do rebanho, não fazer carreira eclesiástica

Segundo o site ACI Digital (15/05/2018), o Papa Francisco recordou aos Bispos que sua missão é cuidar do rebanho, o povo de Deus, e não fazer carreira eclesiástica: “sejam bispos para o rebanho, para proteger o rebanho, não para subir numa carreira eclesiástica, não”.

O Santo Padre fez esta afirmação durante a homilia da Missa celebrada na Casa Santa Marta nesta terça-feira, 15 de maio. Nesse sentido, citou como exemplo São Paulo: “O seu grande amor é Jesus Cristo. O segundo amor, o rebanho”.

O Pontífice refletiu sobre a leitura dos Atos dos Apóstolos na qual São Paulo se reúne com os anciãos da Igreja e os presbíteros em Éfeso para fazer um exame de consciência e despedir-se deles. “É uma passagem forte, que chega ao coração, é também um trecho que nos mostra o caminho de cada bispo no momento da despedida”.

Francisco assinalou que os Bispos devem saber discernir “quando é o Espírito de Deus que fala e quando é o espírito do mundo, e sabe defender-se quando fala o espírito do mundo”.

Paulo sabe que caminha “para tribulações, rumo à cruz e isso nos faz pensar no ingresso de Jesus em Jerusalém. Ele entra para sofrer e Paulo vai rumo à paixão”. O apóstolo “se oferece ao Senhor, obediente. Advertido pelo Espírito. O Bispo que vai avante sempre, mas segundo o Espírito Santo. Este é Paulo”.

“O testamento de Paulo é um testemunho. É também um anúncio. É também um desafio: ‘Eu fiz este caminho. Continuem vocês’. Quão distante é este testamento dos testamentos mundanos: ‘Isso eu deixo a ele, isto àquele, isto àquele outro …’, tantos bens. Paulo não tinha nada, somente a graça de Deus, a coragem apostólica, a revelação de Jesus Cristo e a salvação que o Senhor tinha dado a ele”.

O Papa terminou com uma reflexão pessoal: “Quando eu leio isto, penso em mim, porque sou Bispo e devo me despedir”.

“Peço ao Senhor a graça de me despedir assim”. “Que o Senhor dê a graça a todos nós de poder nos despedir assim, com este espírito, com esta força, com este amor a Jesus Cristo, com esta confiança no Espírito Santo”.

Leitura comentada pelo Papa Francisco

At 20,17-27

Naqueles dias, 17de Mileto, Paulo mandou um recado a Éfeso, convocando os anciãos da Igreja. 18Quando os anciãos chegaram, Paulo disse-lhes: “Vós bem sabeis de que modo me comportei em relação a vós, durante todo o tempo, desde o primeiro dia em que cheguei à Ásia. 19Servi ao Senhor com toda a humildade, com lágrimas e no meio das provações que sofri por causa das ciladas dos judeus.

20Nunca deixei de anunciar aquilo que pudesse ser de proveito para vós, nem de vos ensinar publicamente e também de casa em casa. 21Insisti, com judeus e gregos, para que se convertessem a Deus e acreditassem em Jesus nosso Senhor.

22E agora, prisioneiro do Espírito, vou para Jerusalém sem saber o que aí me acontecerá. 23Sei apenas que, de cidade em cidade, o Espírito Santo me adverte, dizendo que me aguardam cadeias e tribulações. 24Mas, de modo nenhum, considero a minha vida preciosa para mim mesmo, contanto que eu leve a bom termo a minha carreira e realize o serviço que recebi do Senhor Jesus, ou seja, testemunhar o Evangelho da graça de Deus.

25Agora, porém, tenho a certeza de que vós não vereis mais o meu rosto, todos vós entre os quais passei anunciando o Reino. 26Portanto, hoje dou testemunho diante de todos vós: eu não sou responsável se algum de vós se perder, 27pois não deixei de vos anunciar todo o projeto de Deus a vosso respeito”.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/papa-recorda-aos-bispos-que-devem-cuidar-do-rebanho-nao-fazer-carreira-eclesiastica-41259

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.