Papa reconhece virtudes heroicas da espanhola Maria Josefa do Santíssimo Sacramento

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 16-05-2012, Gaudium Press) O Papa Bento XVI autorizou na última semana a Congregação para as Causas dos Santos a promulgar o decreto que reconhece as virtudes heroicas da fundadora da Congregação de Irmãs Hospitalares  do Sagrado Coração de Jesus, a Serva de Deus Maria Josefa Recio Martin. A decisão do Santo Padre foi tomada em audiência privada com o prefeito da Congregação Cardeal Ângelo Amato. Com o aval do pontífice, a religiosa torna-se agora venerável.

Ante a notícia, as irmãs capitulares expressaram que o reconhecimento, por parte do Vaticano, da heroicidade das virtude de Maria Josefa “provoca sentimentos de aliança com Deus, porque se confirma na Igreja a verdade de sua vida e o caminho que estamos fazendo na hospitalidade”.

As religiosas também teceram comentário a respeito da nova Venerável e disseram que “em Maria Josefa, todo irmãs e colaboradores, temos um modelo a seguir, especialmente em sua caridade, vivida até o heroísmo, em sua humildade”. Conforme as irmãs,  María Josefa foi uma mulher simples que não escreveu, mas que viveu com fé “o que se diz dos pobres e humildes do Senhor”.

Para as religiosas, o reconhecimento da santidade de Maria Josefa é uma  “visitação de Deus”, luz no caminho e energia para permanecer em busca de uma hospitalidade plena. “É uma chamada para aprofundar sua vida e espiritualidade, a voltar nossa olhar para ela, mestra e modelo de vida centrada em Cristo e de amor entranhável às irmãs e enfermos. É motivo de gozo e comunhão com toda a Congregação e de orgulho são por ter fundadores santos”, declararam.

Nascida em Granada, na Espanha, no dia 19 de março de 1846 e falecida em Ciempozuelos, Espanha, no dia 30 de outubro de 1883, com apenas 37 anos de idade, María Josefa do Santíssimo Sacramento teve como um de seus maiores méritos ser a fundadora da Congregação das Irmãs Hospitalares do Sagrado Coração de Jesus.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.