O pão da vida

O termo “pão” tem um significado abrangente, referindo-se a tudo aquilo que preserva a vida, seja no nível físico, como também na dimensão da espiritualidade. Por isto falamos do alimento para o corpo físico, como também para o sustento da vida espiritual, tendo como base, para os cristãos, o pão da eucaristia.

Numa visão cristã, o pão tem dimensão terrena, temporal, passageiro, como também na ordem eterna. Ele está ligado à vida e é indispensável na preservação da saúde. Identificamos Cristo como o “pão da vida”, aquele que alimenta nosso interior, nossa vida, significando reconciliação com Deus.

A vida com Deus começa na terra. Ela tem seu termo após a morte, na mesa celeste. A morte não é o fim da vida, mas a confirmação do pão da vida eterna, o pão da plenitude do amor de Deus, da salvação realizada por Cristo e do prêmio conquistado por uma história de vida terrena com perfil de honestidade.

Diz o ditado popular que “saco vazio não fica de pé”. O mesmo acontece com o estômago vazio pela falta de pão. Só que isto é uma contradição em relação ao Brasil, um país com tanta fartura, mas também com tantos desperdícios. O que falta mesmo é uma melhor política de partilha e solidariedade.

O equilíbrio emocional, psicológico e, principalmente, espiritual da pessoa também necessita de suporte, de alimento para ter sustentação. É desafiante um indivíduo ter serenidade sem o alimento da Palavra de Deus e a fraternidade na convivência. É como o “saco vazio”, sem base e sem aquilo que lhe dá resistência.

Pão e água são fontes de vida. Na dimensão cristã, o pão representa a eucaristia e a água, o batismo. São sacramentos que levam o cristão a entrar em aliança com Deus, fazendo a experiência de uma vida sobrenatural. Estar na intimidade com Deus é não estar acomodado e passivo diante do mal, como o pai que não concorda com as infantilidades do filho. Parabéns a todos os pais na celebração de seu dia.

Dom Paulo Mendes Peixoto
Arcebispo de Uberaba (MG)

Fonte: http://www.cnbb.org.br/site/articulistas/dom-paulo-mendes-peixoto/10373-o-pao-da-vida

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.