O laicismo quer extirpar da cultura o Deus da Bíblia, afirma autoridade vaticana

 09:28 am |
MADRI, 2011-02-09 (ACI/EWTN
Noticias
) .- O Prefeito da Congregação vaticano para os Bispos, Cardeal
Marc Ouellet, assinalou que o laicismo atual, especialmente na Europa, pretende
relativizar a Bíblia ao ponto de dissolvê-la em uma espécie de “pluralismo
religioso” e assim fazê-la “desaparecer como referência cultural
normativa”.

O Cardeal canadense pronunciou a exposição “A Sagrada Escritura na
Igreja” no dia 7 de fevereiro no marco do Congresso que leva o mesmo nome,
organizado pela Conferência Episcopal Espanhola como parte da apresentação de
uma tradução oficial da Bíblia no país.

Em sua conferência apoiada na exortação apostólica pós-sinodal Verbum Domini do
Papa Bento XVI, o Cardeal ressaltou as raízes cristãs do Velho Continente e o
fato de que a Bíblia modelou “a alma da Europa, sua história e sua vida
cotidiana”. Entretanto, advertiu, “nas últimas décadas uma profunda
crise sacode os alicerces da cultura européia. Uma nova razão de estado impõe
sua lei e busca relegar a um segundo plano as raízes cristãs da Europa”.

 

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.