O casamento é o unico “lugar” digno da procriação, afirma o Santo Padre

VATICANO, 26 Fev. 12 (ACI) – Como parte da 18 ª Assembléia Geral da Pontifícia Academia para a Vida no Vaticano, o Papa Bento XVI afirmou que “a união do homem e da mulher naquela comunidade de amor e vida que é o casamento, é o único “lugar” digno da vocação à existência de um novo ser humano, que é sempre um dom.

“A dignidade humana e cristã da procriação, na verdade, não é um” produto”, mas em relação ao ato conjugal, uma expressão de amor dos esposos, da sua união não só biológicas, mas também espiritual.”

Em seu discurso para mais de 200 participantes na reunião, que este ano abordará o tema “Diagnóstico e tratamento da infertilidade,” o Santo Padre observou que este, além de sua importância humana e social, “tem um valor científico único e expressa a possibilidade real
um diálogo fecundo entre ética e pesquisa biomédica “.

Bento XVI felicitou e alentou os presentes a “considerar cuidadosamente a dimensão moral, encontrar formas de avaliação diagnóstica adequada e terapia para corrigir as causas da infertilidade. “

O Papa falou aos  cientistas sobre o seu desejo de promover a honestidade intelectual de sua obra, que é “uma expressão de uma ciência que mantém desperto o espírito da busca da verdade no serviço do autêntico bem humano e que evita o risco de ser uma prática puramente funcioal .”

O Santo Padre lamentou que “o cientificismo e a lógica da ganância hoje parecem dominar o campo da infertilidade e da procriação humana, chegando a limitar muitas outras áreas de pesquisa.”

“A Igreja presta muita atenção para a situação dos casais com infertilidade, cuida deles, e com razão, incentiva a pesquisa médica.”

Bento XVI observou que “as legítimas aspirações de procriação de um casal que está em uma condição de infertilidade deve encontrar, com a ajuda da ciência, uma resposta que respeite plenamente sua dignidade como pessoas e esposos.”

No entanto, o Santo Padre observou que a ciência nem sempre é capaz de responder aos desejos de muitos casais, por isso lembrou aqueles que têm uma condição de infertilidade que esta não é uma frustração para a sua vocação para o casamento.

“Onde a ciência ainda não encontrou uma resposta, a resposta dada pela luz vem de Cristo.”

Finalmente, o Papa disse aos profissionais presentes que “a indiferença de consciência contra a verdade e o bem representa uma perigosa ameaça ao genuíno progresso científico”.

“As pessoas confiam em vocês para servir a vida, têm confiança no seu empenho e apoio para aqueles que precisam de consolo e esperança”.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.