Notícias Escola da Fé: 04/11/2010

* Suíça: Ateus querem proibir crianças e adolescentes de
lerem a Bíblia

O jornal suiço Aargauer Zeitung, no artigo intitulado “Um
novo ataque contra a Igreja”, disse que o movimento ateísta Freethinkers
[Pensadores livres] alega que a Bíblia relata muitas cenas “cruéis” e
“pornográficas”, e por isso exigem a proibição da Bíblia para crianças e
adolescentes na Suíça.

O líder do Freethinkers, Reta Kaspar, exigiu a proibição do
acesso fácil à Bíblia para crianças até que elas completem 16 anos. “A Bíblia
não oferece respostas para os problemas atuais e vitais que enfrentamos
diariamente”, insistiu o “pensador livre “. Gaspar disse que a Igreja insiste
numa fraude quando propõe às crianças lerem a Bíblia depois de uma censura
prévia de alguns textos bíblicos, deixando apenas coisas bonitas e inofensivas.

Fonte: Cristianos.com

* Governo da socialista Espanha pretende banir símbolos
religiosos da vida pública

novembro 1st, 2010

O  governo de um país tão ou mais católico do que o
Brasil – e católico há mais tempo -, o do primeiro-ministro José Luís Rodríguez
Zapatero na Espanha, prepara um projeto de modificação da Lei de
Liberdade Religiosa, de 1980, que banirá até funerais de estado realizados
em catedrais e igrejas.

O projeto só não está em discussão no Parlamento
devido à necessidade de o governo espanhol concentrar energias e apoios na
adoção de medidas para enfrentar as consequências, brutais para o país, da
crise financeira mundial de 2008. O projeto foi aprovado
por esmagadora maioria no último congresso do Partido Socialista
Operário Espanhol (PSOE), em julho de 2008, como parte do programa de
governo de Zapatero. Segundo o projeto, o Estado organizará “exclusivamente
funerais civis” para mortos ilustres e os símbolos religiosos, inclusive o
crucifixo, serão proibidos em edifícios públicos – como ministérios, sedes de
governo, prefeituras, colégios. universidade e hospitais”.

O novo Regulamento de Honrarias do Exército,  aprovado em maio, eliminou a tradição de os
militares, em determinadas solenidades, renderem homenagem ao Santíssimo ou à Virgem
Maria.

Ataque a igreja católica em Bagdá terminou com 42 mortos

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2010/11/01/ataque-a-igreja-catolica-em-bagda-terminou-com-42-mortos.jhtm

BAGDÁ, 1 Nov 2010 (AFP) -Trinta e sete cristãos e sete
policiais morreram na noite de domingo em uma tomada de reféns executada por
integrantes da Al-Qaeda em uma igreja católica siríaca de Bagdá, informou nesta
segunda-feira o ministério do Interior do Iraque.O sequestro também deixou 56
civis e 15 membros das forças de segurança feridos. O ministério informou ainda
que cinco terroristas morreram e oito suspeitos foram detidos. Mais de 100
pessoas estavam no templo da Saiydat al Najat (Nossa Senhora do Perpétuo
Socorro) no momento em que ocorria uma missa. Um grupo ligado à Al-Qaeda, o
Estado Islâmico do Iraque, reivindicou nesta segunda-feira o ataque e deu prazo
de 48 horas à igreja copta do Egito para libertar os muçulmanos
“prisioneiros nos mosteiros” do país, informou o Centro Americano de
Vigilância de Sites Islamitas (SITE).
 

Um terço das eutanásias sem consentimento

Como resultado de um estudo realizado na Flandres, sabemos
hoje que mais de 30% das Eutanásias ali feitas, não obtiveram o consentimento
explícito do paciente. Segundo números de 2009, 142 pessoas forma mortas “com
um pedido explícito do próprio” mas 66 pessoas foram mortas sem esse
pedido. E em 77,9% destes casos, a questão não foi sequer discutida com o
paciente.
Receia-se, além disso, que por receio de complicações judiciais apenas 1 em
cada 4 eutanásias sejam realmente reportadas oficialmente como tal pelos
médicos. A verificar-se tal estimativa, o total de mortes por eutanásia, só na
região da Flandres, não seria de 208 mas cerca de oitocentas pessoas num ano.
Além disso, a prática tem vindo a aumentar, registando-se um incremento
dramático de 40% de 2008 para 2009.

Unidade entre ortodoxos e católicos salvaria cristãos no Oriente Médio
Intervenção sinodal do representante do patriarca de
Constantinopla

CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 22 de outubro de 2010
(ZENIT.org) – A união entre ortodoxos e católicos não é só um mandamento de
Cristo, mas também o método mais eficaz de garantir a presença cristã no
Oriente Médio, segundo o representante do patriarca ecumênico de
Constantinopla, Bartolomeu I. Sua Eminência Emmanuel Adamakis, metropolita da
França, interveio ontem diante da assembléia especial do Sínodo dos Bispos para
o Oriente Médio, para apresentar a saudação do patriarca e sublinhar “as
boas relações que nossas igrejas mantêm atualmente”. Por este motivo, o
representante ecumênico manifestou “a esperança tangível de uma próxima
união, que teria um efeito catalisador”. “Uma união garantiria a permanência
da presença cristã localmente”, assegurou.

Bento XVI: motu proprio “Ubicumque et semper”

Pontifício
Conselho para a Promoção da Nova Evangelização

CIDADE DO VATICANO, sexta-feira, 22 de outubro de 2010 (ZENIT.org)
– Apresentamos a carta apostólica em forma de “Motu Proprio” Ubicumque
et semper, de Bento XVI, com a qual se institui o Pontifício Conselho para
a Promoção da Nova Evangelização. A Igreja tem o dever de anunciar sempre e em
toda a parte o Evangelho de Jesus Cristo. Ele, o primeiro e supremo
Evangelizador, no dia da sua ascensão ao Pai, ordenou aos Apóstolos: «Ide,
pois, ensinai todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do
Espírito Santo, ensinando-as a cumprir tudo o que vos tenho mandado» (Mt 28,
19-20). A missão evangelizadora, continuação da obra querida pelo Senhor Jesus,
é necessária e insubstituível para a Igreja, expressão da sua própria natureza.
Verificou-se uma preocupante perda do sentido do sagrado, chegando até a pôr em
questão aqueles fundamentos que pareciam indiscutíveis, como a fé num Deus
criador e providente, a revelação de Jesus Cristo único salvador, e a comum
compreensão das experiências fundamentais do homem como nascer, morrer, viver
numa família, a referência a uma lei moral natural.

Se tudo isto foi elogiado por alguns como uma libertação,
depressa demo-nos conta do deserto interior que nasce onde o homem, desejando
ser o único artífice da sua natureza e do seu destino, se encontra desprovido
daquilo que constitui o fundamento de tudo.

Exortação Apostólica pós-sinodal Christifideles laici:«Países
inteiros e nações, onde a religião e a vida cristã foram em tempos tão
prósperas e capazes de dar origem a comunidades de fé viva e operosa,
encontram-se hoje sujeitos a dura prova, e, por vezes, até são radicalmente
transformados pela contínua difusão do indiferentismo, do secularismo e do
ateísmo. É o caso, em especial, dos países e das nações do chamado Primeiro
Mundo, onde o bem-estar econômico e o consumismo, embora à mistura com
tremendas situações de pobreza e de miséria, inspiram e permitem viver “como se
Deus não existisse”.

Ora, a indiferença religiosa e a total insignificância
prática de Deus nos problemas, mesmo graves, da vida não são menos preocupantes
e subversivos do que o ateísmo declarado.

E também a fé cristã, mesmo sobrevivendo em algumas
manifestações tradicionais e ritualistas, tende a desaparecer nos momento mais
significativos da existência, como são os momentos do nascer, do sofrer e do
morrer.

Papa
Bento XVI anuncia Sínodo para a Nova Evangelização em 2012

No encerramento do Sínodo para o Oriente Médio, no domingo,
24, o papa Bento XVI anunciou um Sínodo para a Nova Evangelização em 2012. O
pontífice reiterou a “urgente necessidade” de uma nova evangelização, sobretudo
“nos países de antiga cristianização”.

Em entrevista à Rádio Vaticano, o presidente do recém-criado
dicastério para a “Nova Evangelização”, arcebispo Rino Fisichella, disse que
acolheu a notícia com “grande admiração”, porém “surpreso e alegre” pelo papa
tratar o tema com atenção.
Mensagem
do Papa aos seminaristas

– Em Dezembro de 1944, quando fui chamado para o serviço
militar,

1. Quem quer tornar-se sacerdote, deve ser sobretudo um
«homem de Deus»,

2. Para nós, Deus não é só uma palavra.

3. Importante é também o sacramento da Penitência.

4. Mantende em vós também a sensibilidade pela piedade
popular, 5. O tempo no Seminário é também e sobretudo tempo de estudo. 6. Os
anos no Seminário devem ser também um tempo de maturação humana.

 

Susan Boyle revela que a fé católica de sua mãe salvou-a do
aborto

05:37 pm LONDRES, 2010-10-25 (ACI) .- Em
sua nova autobiografia, a cantora Susan Boyle revelou que está viva graças à fé
católica de sua mãe, que se negou a submeter-se a um aborto quando os médicos
disseram que sua filha podia nascer com sérias complicações físicas.

Beatificação
de Ir. Dulce

A Congregação para a Causa dos Santos do Vaticano
reconheceu, nesta terça-feira (26), um milagre atribuído a Irmã Dulce em 2001.
Essa era a etapa que restava para a religiosa ser considerada beata. Agora,
para ser canonizada, será necessário comprovar um segundo milagre. O processo
de canonização deve ser anunciado pelo Papa Bento XVI até o Natal, segundo
informações de dom Geraldo Majella, arcebispo primaz do Brasil. Em junho deste
ano, fiéis fizeram vigília na Igreja da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, em
Salvador, em homenagem a irmã Dulce, que morreu em 1992 e é conhecida como Anjo
Bom da Bahia. De acordo com representantes das Obras Sociais de Irmã Dulce
(Osid), o milagre é relativo a uma mulher que chegou a ser desenganada pelos
médicos após sofrer uma hemorragia pós-parto, em 2001, no interior da Bahia.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.