Notícias Escola da Fé: 04/08/2011

Jovem religiosa defende o uso público do hábito desafiando a Cristofobia
A Irmã Ana Verônica, oblata de São Francisco de Sales em Paris, foi convocada juntamente com vários outros professores de Filosofia ao Liceu Carnot, da capital francesa. Ela se apresentou como de costume: com o hábito completo do instituto religioso a que pertence.

Sua presença foi pretexto para um rebuliço. Professores laicistas e socialistas exigiram das autoridades do Liceu a expulsão da religiosa, por ofender a laicidade e, de forma caricata e ofensiva, compararam seu hábito com o véu islâmico. As autoridades nada fizeram, pois sabiam que o procedimento da religiosa era irrepreensível do ponto de vista legal. Os professores laicistas exigiram que ela tirasse o hábito. “V. poderia ser mais discreta!”, desabafou uma professora laicista. “Eu não posso fazer melhor nem pior. Eu devo levá-lo”, respondeu a jovem religiosa.

A freira respondeu a seus detratores em carta publicada pelo jornal parisiense “La Croix”, de 13-07-2011: “Nós repetimos claramente que jamais tiraremos nosso hábito. “Um hábito religioso é o sinal da resposta a um chamado para se consagrar a Deus, que nem todos os batizados recebem. “Desde 8 de setembro de 2004, data de minha entrada na vida religiosa, minha vida mudou muito e o hábito não é mais que a expressão visível disso. “Comparecer agora de outra maneira, sem o hábito religioso, é uma coisa impossível para mim, pois eu não uso mais outros vestidos que não sejam os de minha consagração religiosa. “Eu não sou religiosa por horas. “Fazemos a profissão para viver seguindo Cristo até a morte.

***

Associação de ateus entra na Justiça para retirar cruz de ferro de memorial do WTC
RIO – No último sábado, o crucifixo de mais de cinco metros, que foi encontrado nos escombros do World Trade Center, após os ataques terroristas de 2001, foi transferido de uma igreja nas cercanias das antigas Torres Gêmeas para o Museu Memorial Nacional do 11 de Setembro, também em Nova York. A decisão enfureceu um grupo de ateus – “Ateus Americanos”, que resolveu entrar na Justiça para retirada do símbolo religioso, segundo informações do “New York Times”.

A cruz se tornou uma peça importante da história dos atentados. Nos dias seguintes ao ataque, alguns membros das equipes de resgate e parentes de vítimas usaram a cruz de ferro, encontrada nos escombros, como um símbolo de fé e esperança.
Fonte:
 http://br.noticias.yahoo.com/associa%C3%A7%C3%A3o-ateus-entra-justi%C3%A7a-retirar-cruz-ferro-memorial-121154962.html

***

Santa Sé: pais têm direito a ensinar sexualidade
NOVA YORK, sexta-feira, 29 de julho, 2011 (ZENIT.org) – A política da ONU sobre a juventude deverá respeitar o direito dos pais de educar seus filhos, incluindo a questão da sexualidade humana e “saúde reprodutiva”, afirma o representante da Santa Sé. Dom Francis Chullikatt, observador permanente da Santa Sé nas Nações Unidas, disse isso em seu discurso na recente reunião de alto nível das Nações Unidas sobre a juventude.

***

Anunciada descoberta da tumba de São Felipe
CIDADE DO VATICANO, quinta-feira, 28 de julho de 2011 (ZENIT.org) – Os arqueólogos asseguram que se trata da tumba do Apóstolo São Felipe. A descoberta aconteceu em Pamukkale, antiga Hierápolis, em Anatólia Ocidental (Turquia), cidade em que Felipe morreu martirizado, depois de ter pregado na Grécia e na Ásia Menor.

A descoberta foi realizada pela missão arqueológica italiana empreendida desde 1957, composta hoje por uma equipe internacional, dirigida desde o ano 2000 por Francesco D’Andria, professor da Universidade de Salento. Um resultado importante na busca da tumba de São Felipe – recorda L’Osservatore Romano -, já tinha sido alcançado em 2008, quando a equipe encontrou a rua que os peregrinos percorriam para chegar ao sepulcro do apóstolo. Agora se chegou a esta nova meta. “Junto ao Martyrion (edifício de culto octogonal, construído no lugar onde Felipe foi martirizado), encontramos uma basílica do século V de três naves”, explica o diretor da missão.

“Esta igreja foi construída ao redor de um túmulo romano do século I, que evidentemente gozava da máxima consideração, já que mais tarde se decidiu edificar ao seu redor uma basílica. Trata-se de uma tumba em forma de nicho, com uma câmara funerária.”

No século IV, Eusebio de Cesareia escreveu que duas estrelas brilhavam na Ásia: João, sepultado em Éfeso, e Felipe, “que descansa em Hierápolis”.

Fonte:
http://www.jb.com.br/pais/noticias/2011/07/28/uniao-civil-gay-contraria-55-dos-brasileiros-diz-pesquisa/

***
 
União civil gay contraria 55% dos brasileiros, diz pesquisa
Uma maioria de 55% dos brasileiros é contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou a união estável entre pessoas do mesmo sexo.

A pesquisa que revelou os dados foi feita pelo Ibope Inteligência entre 14 e 18 de julho. Foram entrevistados pessoalmente 2 mil brasileiros de todas as regiões, seguindo as cotas de distribuição por idade, sexo e classe de consumo. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

***
 
Casado se prepara melhor para a velhice
São Paulo, segunda-feira, 25 de julho de 2011  Uma pesquisa americana sustenta que a chance de um casal idoso ter problemas financeiros graves no final da vida é bem menor do que a de solteiros, divorciados e viúvos “quebrarem” aos 70 anos.

O estudo mostra que 45% das pessoas que vivem só correm sério risco de chegar à aposentadoria sem preparo financeiro para enfrentar o período de maior gasto com a saúde. E isso já contando que a pessoa reduzirá em 10% os gastos com consumo. É mais do que o dobro dos 20% de casados que podem terminar a vida na miséria.

O trabalho foi feito pela Rand Corporation, uma ONG americana que faz estudos para detectar tendências e propor mudanças nas políticas públicas e privadas.

Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mercado/me2507201112.htm

***
 
Excomungado bispo chinês ordenado sem mandato
CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 18 de julho de 2011 (ZENIT.org) – O bispo chinês que recebeu a ordenação episcopal sem o mandato do Papa, por imposição das autoridades locais, foi automaticamente excomungado (cânon 1382), segundo esclareceu uma declaração emitida pela Santa Sé. O comunicado também elogia a “resistência” que bispos, sacerdotes, religiosos e leigos estão opondo diante das medidas coercitivas das autoridades chinesas para obrigá-los a rebelar-se à autoridade espiritual do Bispo de Roma.  A declaração vaticana  esclarece a situação canônica do reverendo Joseph Huang Bingzhang, ordenado bispo de Shantou (Guangdong), em 14 de julho, por imposição da “Associação Patriótica Católica”, uma organização reconhecida e promovida pelas autoridades comunistas que busca criar uma espécie de igreja paralela na China. O comunicado vaticano “reafirma o direito dos católicos de agir livremente, seguindo sua consciência e a fidelidade ao Sucessor de Pedro, em comunhão com a Igreja universal”.

Por último, informa que Bento XVI “se entristeceu ao ver como se trata a Igreja na China e espera que se possa superar quanto antes as dificuldades atuais”.

***

Papa convida a usar o escapulário
CASTEL GANDOLFO, segunda-feira, 18 de julho de 2011 (ZENIT.org) – Bento XVI convidou, neste domingo, a usar o escapulário de Nossa Senhora do Carmo, como “um sinal particular da união com Jesus e Maria”. O Pontífice recomendou, em polonês, que se use este objeto de tecido, de cor marrom. João Paulo II usava o escapulário desde a sua juventude e via nele um símbolo de “defesa nos perigos, selo de paz e sinal do auxílio de Maria”.

“O escapulário é um sinal particular da união com Jesus e Maria – disse. Para aqueles que o usam, constitui um sinal do abandono filial na proteção da Virgem Imaculada. Em nossa batalha contra o mal, que Maria, nossa Mãe, nos cubra com seu manto”, concluiu.

Fonte:
http://www.domtotal.com/noticias/detalhes.php?notId=347187

***

300 padres austríacos apelam por reforma na Igreja e pela ordenação de mulheres
Michael Pruller, porta-voz do cardeal Christoph Schönborn, de Viena, disse que o cardeal planeja se reunir no final de agosto ou setembro com os padres vienenses que estão entre os líderes da Iniciativa dos Párocos, que lançou um Apelo à Desobediência em junho.

A iniciativa, que diz que ter pouco mais de 300 membros, sugere que se faça uma oração pública em todas as missas pela reforma da Igreja; que se dê a Comunhão a todos os que se aproximam do altar em boa fé, incluindo os católicos divorciados que voltaram a se casar sem a anulação do casamento; que se permita que as mulheres preguem na missa; e que se apoie a ordenação de mulheres e homens casados.

O cardeal Schönborn emitiu um comunicado no dia 22 de junho e disse que esperou três dias para responder porque ele não queria reagir “a partir da raiva e da tristeza” que a iniciativa dos padres lhe provocou.

“A convocação aberta à desobediência me chocou”, disse. O cardeal afirmou que nenhum dos padres foi ordenado à força e todos juraram obediência em seus esforços para fazer a vontade de Deus.

O cardeal Schönborn disse que seres humanos justo devem seguir sua consciência, e, se os padres realmente acreditam ter um tal conflito extremo de consciência com a Igreja, eles provavelmente deveriam considerar se ainda pertencem à Igreja.

“Eu acredito e espero, no entanto, que esse caso extremo não ocorra aqui”, escreveu. Mas, no final, “todos nós decidimos se queremos seguir ou não o caminho junto com o papa, os bispos e a Igreja universal”.

Dom Egon Kapellari, de Graz, vice-presidente da Conferência dos Bispos da Áustria, emitiu uma declaração no dia 28 de junho dizendo que a proposta dos padres “ameaça seriamente a identidade e a unidade da Igreja Católica”.

Fonte: Catholic News Service, 12-07-2011.
Tradução: Moisés Sbardelotto.
México: aumento de sacrilégios em igrejas
LEÓN, quarta-feira, 13 de julho de 2011 (ZENIT.org – El Observador) – A arquidiocese de León, a cuja frente se encontra Dom José Guadalupe Martín Rábago, diante do aumento de roubos e atos sacrílegos nos templos católicos, decidiu tomar medidas de urgência, entre as quais se encontram instalar câmeras de vídeo, colocar grades e proteções e fechar os recintos religiosos no horário de almoço.
Segundo informações da própria arquidiocese, praticamente nenhum dos templos que se encontram no centro da cidade de León, assim como os da periferia, se salvou dos roubos constantes de arte sacra e das profanações.

***

Alemanha: diagnóstico genético pré-implantação se torna lei
Igreja: prática contrária à vida que esconde uma ideologia eugênica
ROMA, quarta-feira, 13 de julho de 2011 (ZENIT.org) – A Câmara Baixa do Parlamento Federal Alemão, o Bundestag, determinou e deu carta branca para a controversa técnica de diagnóstico pré-implantação, também conhecido como PID (“Preimplantation Diagnosis”) ou PDG (“Preimplantation Genetic Diagnosis”). O texto permite submeter embriões concebidos in vitro a uma pesquisa genética ou “screening” quando há um alto risco de transmissão, de pais para filhos, de graves doenças hereditárias ou malformações comprovadas, a possibilidade de um aborto espontâneo ou de que a criança nasça morta. No caso de um resultado “positivo”, o embrião “defeituoso” não é transferido para o útero da mãe, mas destruído.
A aprovação do projeto de lei foi recebida com amargura pela Igreja Católica. “Nós lamentamos profundamente a decisão de hoje”, diz um comunicado publicado no site da Conferência Episcopal Alemã (DBK) após a votação (7 de julho). “Nós, os bispos alemães, nos comprometemos intensamente com uma proibição clara do PID”, diz o texto.
No comunicado, assinado por Robert Zollitsch, bispo de Freiburg (Baden-Württemberg) e presidente do organismo, os bispos alemães afirmam que “a seleção de embriões humanos viola o preceito da dignidade humana, que respeita todos os seres humanos desde o princípio”.

[1] O texto está disponível no site:
http://dipbt.bundestag.de/dip21/btd/17/054/1705451.pdf
(Paul De Maeyer)

Costa Rica rechaça lei da fecundação in vitro
SAN JOSÉ, 15 Jun. 11 / 03:14 pm (ACI) Depois de uma apertada votação de 26 votos a favor e 25 contra na câmara de deputados, os legisladores da Costa Rica decidiram arquivar o projeto de lei que teria permitido a fertilização in vitro no país, devido a uma série de inconsistências na pretendida norma.
Conforme informa o jornal costa-riquenho La Nación, com esta decisão o governo da Costa Rica não cederá ante as pressões da Corte Interamericana de Direitos humanos que quase coagiu nesta nação centro-americana para que permita a fertilização in vitro, dando-lhe um prazo para aprovar uma norma sobre o tema até o dia 31 de julho.

A doutrina católica se opõe à fecundação in vitro por duas razões primordiais: primeiro, porque se trata de um procedimento contrário à ordem natural da sexualidade que atenta contra a dignidade dos esposos e do matrimônio; segundo, porque a técnica supõe a eliminação de seres humanos em estado embrionário tanto fora como dentro do ventre materno, implicando vários abortos em cada processo, (Catecismo §2376/7).

***

É uma honra que o divórcio seja ilegal nas Filipinas , afirma Arcebispo
MANILA, 09 Jun. 11 / 01:47 pm (ACI/EWTN Noticias) O Arcebispo Emérito de Filipinas, Dom Oscar Cruz, expressou o rechaço da Igreja nas Filipinas à possível aprovação do divórcio no país, pois “ser um país onde o divórcio é ilegal é uma honra para todos os filipinos, do qual devem estar orgulhosos”.
Em declarações recolhidas pela agência vaticana Fides, Dom Cruz assinalou que “o amor pela família é o coração da identidade cultural filipina e não pode ser destruído pelo divórcio”. Por sua parte, o Arcebispo emérito de Cebu, Cardeal Ricardo Jamin Vidal, sublinhou que “na Constituição existem as garantias para a proteção do matrimônio e do Código da Família, por isso o documento é inconstitucional”, enquanto que o Bispo de Butuan, Dom Juan de Dios Pueblos, afirmou que a aprovação “da lei sobre o divórcio traria imoralidade à sociedade”.

***

Religiosa mártir decapitada durante a Revolução Francesa será beatificada
Roma, 18 Jun. 11 / 02:48 pm (ACI) O Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato, presidirá este domingo 19 de junho na localidade de Dax (França) a Missa de beatificação da religiosa vicentina Margarida Rutan, mártir decapitada durante a Revolução Francesa no dia 7 de abril de 1794. Em 1757 iniciou sua formação em Paris, passou logo a Pau, Brest, Fontainebleau, Blangy-sur-Bresle, Troyes e finalmente a Dax aonde chegou aos 44 anos de idade em 1780. Com a Revolução Francesa, em 1792 foi proibido o uso do hábito religioso. Em 1793 se constituiu em Dax um “comitê de vigilância” desta e outras disposições políticas. Em 1794 foi capturada e encarcerada em total isolamento, acusada de “aristocracia, fanatismo e superstição”. Junto a ela foi condenado o sacerdote Giovanni Eutropio Lannelongue, de 60 anos”, inocente assim como ela. No dia de sua morte, Margarida estava atada de costas ao Pe. Lannelongue. “Na praça se fez silêncio. Também os soldados estavam comovidos diante de sua atitude serena para enfrentar a morte. A um deixou um relógio, a outro um lenço bordado. Não baixou os olhos quando guilhotinaram o sacerdote. Aos que sugeriam que ela olhasse em outra direção dizia-lhes: ‘Como acham que vou ter medo de ver morrer um inocente?'”
“Só reagiu quando o carrasco quis descobrir o seu pescoço. ‘Detenha-se, um hombre nunca me tocou!’, disse-lhe. Para muitos condenados os últimos passos foram os mais difíceis de dar (.) Ela caminhou firme, colocou-se no patíbulo e rezou”.

Índia: Igreja denuncia mudança de sexo de recém-nascidas
BHOPAL, segunda-feira, 11 de julho de 2011 (ZENIT.org) – Representantes da Igreja Católica na Índia denunciaram as cirurgias de mudança de sexo que os médicos realizam a pedido dos pais que deram à luz uma menina.
Este fenômeno, que acontece diante da tradição cultural e religiosa que privilegia os filhos do sexo masculino, estendeu-se no estado de Madhya Pradesh (Índia Central). O governo do Estado colocou em marcha uma investigação oficial para deter a prática. Somente na cidade de Indore foram documentados 300 casos. O custo da cirurgia é de cerca de 3.200 dólares.
 “Condenamos energicamente, como bispos da Índia, esta horrível prática. É o resultado de uma mentalidade que favorece o homem como fonte de lucro e como filho de maior valor, mortificando a dignidade da mulher”, declarou, por meio da agência Fides, o Pe. Charles Irudayam, secretário do Comitê Justiça, Paz e Desenvolvimento, da Conferência Episcopal da Índia.

***

Ideologia de Gênero: Escola na Suécia proíbe tratamento como meninos e meninas
A informação vem de Estocolmo e foi divulgada pelo conhecido site “LifeSiteNews.com”. Os professores e funcionários da escola maternal “Egalia” evitam usar palavras como “ele” e “ela” e, em vez disso, se dirigem aos mais de 30 meninos e meninas, de idades variando entre um e seis anos, como “amigos”. A diretora Lotta Rajalin disse para a Associated Press que a escola contratou um “pedagogo de diversidade sexual” para ajudar os professores e funcionários a remover as referências masculinas e femininas na linguagem e conduta. Os pronomes suecos “han” e “hon” (ele e ela), por exemplo, foram substituídos na escola pela palavra sexualmente neutra “hen”, um termo inventado que não existe em sueco, mas é amplamente usado pelas feministas e homossexuais.

Fonte:
http://pantokrator.org.br/pt/ideologia-genero-escola-uecia-proibe-tratamento-como-meninos-e-meninas/

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.