Nossa Senhora de Loreto velará pelo Aeroporto Fiumicino

Bento XVI
abençoa a estátua da padroeira da aviação civil

ROMA,
quinta-feira, 2 de dezembro de 2010 (ZENIT.org) – Nossa Senhora de Loreto em breve velará pelo
aeroporto romano de Fiumicino-Leonardo da Vinci. Bento XVI abençoou ontem, na
sala Paulo VI, durante a audiência geral, uma estátua de bronze da padroeira da
aviação civil, de dois metros e meio de altura.

A Virgem
com o Menino, em pé sobre o globo sobrevoado por três aeronaves, será colocada
no aeroporto em 10 de dezembro, festa de Nossa Senhora do Loreto e 90º
aniversário da sua proclamação como padroeira da aviação civil.

O
presidente do Conselho Pontifício para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes,
Dom Antonio Maria Vegliò, o delegado pontifício para o Santuário de Loreto, Dom
Giovanni Tonucci, o bispo de Porto-S. Rufina, Dom Gino Reali Bispo, e o capelão
do aeroporto de Roma, Giorgio Rizzieri, apresentaram a figura a Bento XVI.

Segundo a
lenda, a Santa Casa de José, Maria e Jesus de Nazaré, lugar da Anunciação,
teria sido transportada por anjos da Galiléia à Itália, na costa do Adriático,
ao sul de Ancona.

A Virgem de
Loreto parecia, assim, muito apropriada para se tornar a padroeira de todos os
que trabalham na aviação. Esta decisão foi aprovada oficialmente por um decreto
da Congregação Pontifícia para os Sacramentos em 24 de março de 1920.

Os
vestígios históricos e arqueológicos indicam que essa casa teria feito
primeiramente uma breve estadia na Dalmácia, antes de ser transferida, em 1924,
para esta região que então pertencia aos Estados Pontifícios, para garantir uma
melhor segurança aos peregrinos.

Em 1632,
autorizou-se uma festa local, que se espalhou por toda a Itália, para outras
regiões do mundo e às ordens religiosas.

Em 1921, um
incêndio destruiu a imagem original da Virgem, mas rapidamente se construiu
outra, coroada pelo Papa Pio XI em 1924 e colocada de volta no santuário.

Os
trabalhos históricos e arqueológicos, em especial dos alicerces da casa, o
tamanho das pedras e a descoberta de um documento que nomeia as pedras da
“Santa Casa” de Maria, demonstram que a casa de Loreto é a que antes
esteve em Nazaré.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.