Na França: Igreja é criticada por oração a favor da família

Segundo notícia divulgada pelo grupo ACI/EWTN Noticias  no dia 22 de agosto de 2012, Patrick Kéchichian criticou os ataques contra a Igreja Católica, após um pedido dos Bispos franceses por ocasião da Festa da Assunção da Virgem Maria, quando clamaram a Deus que as crianças e jovens deixassem “de ser objeto dos desejos e dos conflitos dos adultos para gozar plenamente do amor de um pai e de uma mãe”. Em um artigo publicado no jornal francês Le Monde, qualificou de “escândalo inexistente”.

O pedido dos bispos da França, que foi lido em todas as paróquias do país no dia 15 de agosto, foi rapidamente criticado pelo lobby gay, que se mostrou ofendido.

Em um texto republicado pelo jornal vaticano L’Osservatore Romano no dia 19 de agosto, Kéchichian, lamentou “a desproporção óbvia entre a delicadeza do texto e as acusações violentas que suscitou”.

“Esta prece não ataca, nem põe em julgamento a ninguém, e certamente não julga aos homossexuais. Lembro-me da quarta prece, que gerou a polêmica, mas que destacamos que vem depois de outras três, uma das quais é por aqueles que foram ‘recentemente escolhidos para legislar e governar'”, escreveu.

“Esta foi a frase escandalosa, que fez clamar as almas virtuosas seguras do seu bom julgamento: ‘Pelas crianças e pelos jovens, aos que todos ajudamos a descobrir seu próprio caminho para alcançar a felicidade; que deixem de ser objeto dos desejos e dos conflitos dos adultos para gozar plenamente do amor de um pai e de uma mãe'”.

Outro questionamento feito por Kéchichian foi: “não é evidente que o que se defende não vai acompanhado de nenhuma condenação às pessoas e aos grupos que não compartilham a mesma visão da humanidade e de suas leis?”.

“O papel da Igreja não é o de evoluir com seu tempo. Se o tivesse feito nos séculos passados, faz tempo que já não seria escutada. Seu papel também não é o de tapar-se os olhos e assustar-se pela evolução dos costumes, mas sim de manter uma vigilância, um estado de atenção em função da verdade que recebeu”.

E concluiu suas palavras indagando: “Onde está o escândalo? Onde estão os prejuízos? Possivelmente não aonde os clamores da malevolência pretendem encontrá-los”.

Leia a notícia na íntegra: Criticam ataques à Igreja por oração a favor da família na França

Fonte: ACIDIGITAL

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.