Muçulmanos queimam aldeia cristã em Bangladesh

Roma, 23
Fev. 11 / 02:21 pm (ACI) Trezentos colonos muçulmanos, apoiados pela polícia local, queimaram no dia 17
de fevereiro uma aldeia habitada por indígenas cristãos, hindus e budistas em
Rangamati, na Diocese de Chittagonag (Bangladesh), com o objetivo de tirar-lhes
suas terras.

Segundo a agência Fides, os muçulmanos usaram como pretexto o achado do corpo
de seu companheiro Ali Saber para organizar “uma expedição de castigo
contra a aldeia em que habitam indígenas”. Outros ataques a aldeias de
indígenas se registraram também na zona de Gulishakhali.

Uma testemunha ocular disse à Fides que há tempos os colonos muçulmanos
expulsam os grupos étnicos não-muçulmanos para adquirir novas terras agrícolas
e indicou que muitas vezes têm êxito porque as autoridades civis não intervêm
para garantir os direitos das minorias étnicas e religiosas.

A população de Bangladesh (no sul da Ásia), é 89,7 por cento muçulmana; 9,2 por
cento hinduístas; 0,7 por cento são budistas; 0,3 por cento cristãos e 0,1 por
cento são animistas.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.