Movimentos chamados à missão

Durante as
intervenções conciliares das diversas congregações do sínodo, vários padres
conciliares reconheceram o papel que os novos movimentos estão tendo na vida
das comunidades locais.

Em
referência a esses movimentos da Igreja, o arcebispo de Tiro dos
grego-melquitas (Líbano), Dom Georges Bacouni, considerou que não são só “uma
nova vitalidade para a oração e a vida evangélica”.

São mais:
“uma capacidade inspiradora para numerosos homens e mulheres para permanecer em
seus países como missionários e servir a suas Igrejas locais com zelo e
obediência”.

Convidando
a alentar estas iniciativas, afirmou que é “crucial – inclusive vital – para os
bispos e o clero darem-se conta de que estes novos movimentos trabalham ‘na’ e
‘para’ a Igreja e que sua contribuição não é uma ameaça, mas um enriquecimento
aos esforços da Igreja para catequizar os fiéis e preservar uma presença cristã
no Oriente Médio”.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.