Mordomo do Papa não foi despedido, mas se encontra em condição de “suspenso”

Segundo noticiou ACI/Europa Press, o mordomo do Papa preso mês passado, acusado de roubar documentos confidenciais do Papa, continua prestando esclarecimentos. O porta-voz vaticano, Pe.Lombardi, explicou também que o interrogatório formal em curso está sendo realizado no Tribunal do Estado da Cidade do Vaticano e não na Câmara de Segurança onde se encontra em condição de prisão preventiva desde o dia em que foi detido.

Pe. Lombardi também assinalou que Paolo Gabriele esteve com sua esposa em mais de uma ocasião mas acrescentou que não serão dados detalhes do encontro por respeito à discrição que a própria família pediu. Ele também admitiu que “o fato de recuperar um clima de confiança é um caminho e não uma questão que se resolve em poucos dias”, mas sublinhou que a atitude de “claridade do Papa é um ponto de referência muito importante para a Igreja Universal e também para o interior da cúria vaticana”.

Leia a notícia: Mordomo do Papa não foi despedido, mas se encontra em condição de “suspenso”

Fonte: ACIDIGITAL

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.