Menina que foi sequestrada pelas FARC: estou livre graças ao Papa

ROMA, 13 Dez. 11 / 06:10 pm (ACI) Nhora Valentina Muñoz, a menina de 10 anos que esteve sequestrada pelas FARC durante 19 dias em outubro deste ano, disse que está livre graças às orações do Papa Bento XVI.

A pequena, que chegou a Roma para participar da Missa que o Santo Padre celebrou ontem pela independência dos povos da América, na Festa de Nossa Senhora de Guadalupe, disse ao grupo ACI que ver o Pontífice “significa muito para mim, porque o Papa Bento XVI rezou por mim quando eu estava sequestrada, e graças a ele fui libertada”.
 
Desde que se inteirou do seqüestro de Nhora Valentina, o Papa elevou suas orações pela imediata libertação da menina e “de todas as pessoas que estão sequestradas na Colômbia” assim como pela conversão dos sequestradores.

A pequena disse ao grupo ACI que representar a sua nação na Missa de ontem na Basílica de São Pedro é algo que a deixa “muito contente” já que além disso pôde “levar a bandeira da Colômbia, de meu país”.

Juan Sebastián Lozada é um colombiano de 25 anos que também esteve sequestrado com sua mãe e seu irmão por parte das FARC durante 3 anos.
Ele comenta que sua experiência na Eucaristia com o Papa “é muito emocionante” e “poder viver em primeira mão tudo o que transmite o Santo Padre sempre é motivo de admiração e de orgulho”.

Este jovem é filho de Gloria Polanco, uma ex-deputada da Colômbia e viúva do ex-governador do departamento de Huila, Jaime Lozada que foi seqüestrada pelas FARC junto a dois de seus filhos no dia 26 de julho de 2001.

Durante o cativeiro de Polanco, Jaime Lozada foi assassinado em 2005 pelas FARC por não poder pagar o dinheiro do resgate de seus dois filhos que os guerrilheiros exigiam.

Depois de comentar ao grupo ACI que nunca duvidou em aceitar o convite para participar da Missa, Lozada contou que durante seu seqüestro foi a fé que o sustentou: “eu acredito que nos momentos mais difíceis e nos momentos mais escuros, quando todo parece perdido, somente aparece a fé e a mão de Deus que ajudam a pessoa a, acima de tudo, suportar esses momentos tão escuros”.

Sobre sua relação com Nossa Senhora de Guadalupe, que o ajudou a suportar estes sofrimentos, Sebastián Lozada disse: “sou muito devoto da Virgem e de Deus, de toda a religião católica, e isso me permitiu suportar com um maior estímulo tudo o que tivemos que padecer nestes últimos anos”.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.