Mártir indiano é beatificado

Lázaro Pillai é exemplo de firmeza na fé e de perseverança no testemunho

O grupo ACI/EWTN Noticias publicou uma notícia informando que o Cardeal Angelo Amato, em nome do Santo Padre, beatificou o mártir indiano Lázaro Pillai, assassinado em 1752 por converter-se ao catolicismo.

Segundo o Cardeal Angelo a história de conversão de Lázaro, “recorda muito aos mártires da Igreja primitiva. Conquistado pela palavra e pela figura de Jesus Cristo, seu batismo foi um verdadeiro renascimento para ele, mas também uma prova dolorosa”.

Somente depois de 4 anos após ter recebido o batismo, começou a sofrer as perseguições de ser acusado injustamente, encarcerado e maltratado.

Cardeal Amato ressaltou que para Pillai, “apesar de tudo, a prisão se converteu em seu território de missão. Edificava com seu bom exemplo e com a palavra, narrando a vida de Jesus, sua paixão, morte e ressurreição”. Por isso também, o prelado indicou que Lázaro Pillai é primeiramente, um modelo de firmeza na fé e de perseverança no testemunho, e em segundamente, “como leigo e pai de família, é também um modelo extraordinário da participação dos leigos no ministério da evangelização e da caridade cristã”.

Os restos do Beato Pillai são venerados na Catedral da diocese de Kottar.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=24555#

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.