Latim: uma língua mais viva do que nunca

Cidade do Vaticano (Terça-feira, 27-12-2011, Gaudium Press) Os Museus Vaticanos realizaram recentemente, um exame público que chamou a atenção pela sua peculiariedade. Vinte e cinco estudantes com idades entre 16 e 18 anos provenientes das escolas de Liechtenstein e da Áustria, realizaram um rigoso teste de latim.

O objetivo desta prova é demostrar a importância do idioma nos dias de hoje. Segundo o professor do Colégio Sacrè Coeur Riedenburg, da Áustria, Peter Reinhard, essa não é uma ideia nova “e sim uma antiga ideia porque foi comprovado que os estudantes aprendem mais o latim e outros idiomas quando os praticam, como traduzir um texto ou resolver dúvidas chamando pessoas que os ajudem e isso os agrada muito”.

O exame levou uma hora e incluiu várias provas, como uma tradução do alemão para o latim. Para o estudante Luca Wellenzohn o aprendizado foi muito importante para sua carreira profissional. “Tivemos de aprender cerca de 600 palavras, tínhamos 25 textos bíblicos e ficamos estudando, mais ou menos, dois meses e meio. Foi muito trabalhoso, mas estamos orgulhosos de ter terminado e acho que nos saímos muito bem”.

Os alunos podiam usar o telefone para fazer consultas, inclusive ao Cardeal Giovanni Lajolo, Secretário do Pontíficio Conselho para os Leigos. “Tivemos de ligar para uma pessoa que me perguntou duas vezes sobre o texto e como traduzí-lo para o latim. Também tive de fazer perguntas em latim”, comenta a estudante Jaclin Röggel.

Graças a esta prova, os estudantes demonstraram que o latim não é somente um idioma reservado a Igreja Católica, sendo que é um ponto fundamental na formação de qualquer pessoa. “Acredito que é muito útil porque estes idiomas me chamam muito a atenção e o latim tem me ensinado muito sobre como comparar idiomas, como pronunciá-los de maneiras diferentes e como nos lembrar-mos melhor”, afirma Romy Abbrederis, outra estudante que passou pela prova.

Esta avaliação mostra que o latim – considerada uma língua morta – está mais viva do que nunca.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.