Jornada Mundial da Juventude 100% não poluente

Iniciativa para atenuar impacto ambiental do evento

MADRI, quinta-feira, 10 de março de 2011 (ZENIT.org) – A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de Madri será um evento sustentável e respeitador do ambiente, com zero emissões. O anúncio foi feito na capital espanhola, hoje, pelos organizadores.

“100% natural” é o programa para todas as atividades sustentáveis ??realizadas durante a Jornada e que expressam o compromisso de realizar uma Jornada não poluente.

“Entregar uma Terra em boas condições às futuras gerações é uma preocupação de todo cristão e, portanto, também da Jornada Mundial da Juventude”, disse Eva Latonda, responsável pelo projeto “100% natural”.

Zeroemissions, a companhia do grupo empresarial Abengoa, que fornece soluções globais para combater a mudança climática, calculará e compensará as emissões diretas de gases de efeito estufa – inevitáveis em eventos massivos – que ocorrerão durante a Jornada Mundial da Juventude 2011, mediante créditos voluntários de carbono.

Abengoa oferece esta contribuição em sua condição de patrocinadora da Fundación Madrid Vivo, uma instituição composta por diversas personalidades e pelas empresas mais importantes de Espanha, que está ativamente envolvida na JMJ.

“Estamos muito satisfeitos em colaborar com este projeto. Esta prática de compensação voluntária é cada vez mais comum e está criando tendências em eventos que reúnem muitas pessoas. Por exemplo, foi realizada nas Olimpíadas de Inverno de Vancouver, em 2010, e nos concertos do U2”, destacou Emilio Rodríguez, diretor da Zeroemissions.

Os créditos de carbono são uma ferramenta contemplada no Protocolo de Quioto. São gerados em projetos sustentáveis ??que, sem o apoio financeiro que envolve a aquisição destes créditos, não poderiam acontecer.

No caso da JMJ de Madri, serão comprados créditos de carbono em cinco projetos, um em cada continente: um campo de energia eólica na Nova Caledônia, uma mini-hidráulica em Honduras, um projeto de reflorestamento na Uganda, e dois projetos de recuperação de metano em aterros da China e da Turquia.

Outros exemplos de iniciativas sustentáveis, graças a “100% natural”, são: o lançamento de um aplicativo online de “car pooling”, que reunirá jovens que irão à JMJ de carro ou outros meios, com outras pessoas que querem ir, mas não têm transporte, reduzindo assim o número de veículos que chegam a Madri.

Também a criação de uma “rota sustentável” de Madri a Cuatro Vientos, para incentivar os peregrinos a se mover de maneira não poluente (a pé ou de bicicleta); e a instalação de bicicletas geradoras de energia em Cuatro Vientos, para que os participantes da JMJ possam carregar seus celulares, notebooks, mp4 etc.

Está se trabalhando, com a ajuda da prefeitura de Madri, na gestão de resíduos através de uma rede de pontos de coleta.

E também se abriu um concurso para criar o logotipo de “100% natural” para os jovens. O prêmio será uma viagem a Roma para duas pessoas. (Mais informações sobre as regras do concurso: www.madrid11.com).

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.