Itália comemora Jornada das crianças vítimas de violência

O tema
deste ano é “Voltamos a encontrar a vida!”

ROMA,
segunda-feira, 14 de março de 2011 (ZENIT.org) – Como todos os anos desde 1995, a associação italiana
Meter – fundada e dirigida pelo Pe. Fortunato Di Noto -, que se dedica à luta
contra a pedofilia, realizará, de 25 de abril ao primeiro domingo de maio, a
Jornada Nacional das crianças vítimas da violência, da exploração e da
indiferença (GBV).

A Jornada,
que este ano tem como tema “Voltamos a encontrar a vida!”, é
organizada em dois momentos fundamentais: o primeiro é comemorativo, com
orações e reflexões; e o segundo é dedicado às crianças e famílias, por meio de
atividades e encontros de reflexão e informação.

O objetivo
deste ano, segundo uma nota da associação, é “mostrar o acolhimento que a
associação oferece a crianças e excluídos: a cruz e o sofrimento não são o fim
de toda esperança, mas, na fé, representam a fonte de vida e ressurreição”.

“Há um
universo de sofrimento no qual se encontram milhões de crianças – afirma o
comunicado; mas há também um universo de sofrimento redimido, acolhido, curado,
no qual o poder do amor de Deus, através de uma humanidade não resignada ao
mal, leva a cabo caminhos ‘samaritanos’, para ‘curar e reencontrar a
vida’.”

A
associação, através do seu centro de escuta e de acolhimento, atendeu e ajudou
concretamente mais de mil crianças e suas famílias; denunciou mais de 250 mil
sites pedopornográficos, combatendo assim o perigoso fenômeno
pedocriminalidade; reuniu-se com milhares de famílias, jovens, adultos e
crianças, anunciando as palavras de Jesus: “O que fizerdes a um desses
pequenos, a mim o fazeis”.

Na
celebração deste 15º aniversário, organizou-se uma série de iniciativas. A
Jornada estará aberta a organizações do mundo inteiro, eclesiais ou não, de
língua inglesa, francesa, alemã, portuguesa, espanhola e árabe.

A
associação convida, portanto, a “difundir essa iniciativa em dioceses,
paróquias, associações católicas e leigas, famílias, escolas de todos os tipos
e níveis, universidades, centros culturais e de reunião”.

“A
humanidade dos pequenos e fracos, ferida e ‘ressuscitada’, precisa novamente de
palavras de esperança e consolação. Pedimos-lhes que incentivem todos os
cristãos e pessoas de boa vontade a não permanecerem indiferentes ao ‘grito
silencioso’ de dor elevado pelas crianças vítimas de abusos e negligenciadas no
mundo.”

“Todos
nós temos um dever urgente de intervir”, conclui a nota.

Além disso,
em 16 de março às 11h30 (horário de Roma), na Sala Marconi da Rádio Vaticano,
será apresentado o Informe 2010 sobre a pedofilia e a pedopornografia online,
elaborado pela associação Meter.

Para a
ocasião, estarão presentes: Fortunato di Noto, o Pe. Federico Lombardi, diretor
da Sala de Imprensa da Santa Sé, e Antonio Apruzzese, diretor nacional do
Serviço da Polícia Postal e das Comunicação na Itália.

Para obter
mais informações:
www.associazionemeter.org

segreteria@associazionemeter.org

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.