Irã: Outros dois pastores cristãos foram presos por causa da sua fé

Washington DC, 09 de Agosto de 2012 (ACI/EWTN Noticias) – Mais dois pastores cristãos foram presos no Irã por causa da sua fé e “enfrentam um grave perigo”, assinala o diretor de um centro que defende a liberdade religiosa no mundo e que tem a sua sede em Washington D.C., Estados Unidos.

Em declarações ao grupo ACI no dia 6 de agosto, Jordan Sekulow, presidente do American Center for Law and Justice (ACLJ), explicou que os pastores Farshid Fathi e Behnam Irani foram “o branco do governo” muçulmano e “estão sendo castigados pelas suas crenças cristãs”.

“A nação do Irã é uma das piores quando falam de ofensas religiosas e direitos humanos”, explicou. “Há muitos sofrendo por acreditar em Deus e pelo seu desejo de compartilhar sua fé”, acrescentou.

Durante meses, o ACLJ lutou para chamar a atenção da comunidade internacional para liberar o pastor cristão Yousef Nadarkhani, que já estava há mais de 1000 dias na prisão depois de ter sido sentenciado a morte por ter se convertido do Islã ao Cristianismo.

Sobre os pastores Fathi e Irani, o ACLJ explicou que o governo iraniano tenta confundir à opinião pública internacional alegando que estão na prisão por “ofensas políticas” quando na realidade a única coisa que fizeram foi tentar praticar pacificamente a sua fé.

“Fathi foi detido só por causa da sua fé cristã”, explica a organização e denuncia que as autoridades iranianas qualificam o anúncio do cristianismo como “ações contrárias à segurança nacional” e o acusaram também de possuir “propaganda religiosa” incluindo Bíblias e literatura cristã.

Além disso, assinalaram, o Pastor Irani, também casado e pai de família, foi acusado “de cometer ações graves contra o regime” e a sentença contra ele o qualifica como um apóstata, por isso “que pode ser assassinado”.

Irani, que está em uma prisão distinta a do Fathi, sofre de sangramentos devidos a úlceras estomacais, e além disso recebeu diversas ameaças de morte por parte de outros detentos e autoridades da prisão em que está.

Sekulow disse finalmente que “Irã deve fazer-se responsável por esta conduta atroz e deve saber que o mundo está observando”.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=23986

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.