Instituto promotor do aborto difunde informação enganosa

Segundo à agência de notícias ACI Digital, um grupo de cientistas da Iniciativa Chilena de Investigação sobre a Mortalidade Materna (CMMRIs) denunciaram que o Instituto Guttmacher, responsável pela promoção da legalização do aborto “está difundindo informação errônea e enganosa”, sobre a mortalidade materna e o aborto na América Latina.

O Instituto Guttmacher publicou um estudo no qual desmentiram a relação entre aborto e redução da mortalidade materna. Em um detalhado relatório os peritos chilenos, encabeçados pelo doutor Elard Koch, criticaram que as mentiras difundidas pelo instituto Guttmacher procuram desprezar seus importantes achados que, com informação recolhida durante cinquenta anos, mostraram que a proibição do aborto não aumenta a mortalidade materna.

Os cientistas demonstraram que o Instituto Guttmacher superestimou em até 18 vezes as cifras de abortos na América Latina.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=23685

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.