Indulgência Plenária no Jubileu da Diocese de Lorena

Jesus disse aos Apóstolos: “Tudo o que ligares na terra, será ligado no céu” (Mt 18,18).

Tendo em vista os 75 da Diocese de Lorena, o sr. Bispo Diocesano D. Benedito Beni, aprovou um ano de Indulgências Plenárias para quem rezar na Catedral de Lorena (15 de agosto de 2011 a 15 de agosto de 2012).

A Indulgência Plenária pode ser oferecida a alma de uma pessoa falecida ou para a alma da própria pessoa; não pode ser oferecida a uma alma de uma pessoa viva. (cf. Catecismo §1030s).

A Indulgência Plenária liberta a alma do Purgatório de todas as penas temporais que ela deve cumprir para chegar à santidade perfeita e poder ir para o céu participar da visão beatífica de Deus.

Para ganhar a Indulgência Plenária (uma apenas a cada dia) é preciso:

1. Fazer uma Confissão bem feita. (Não é preciso uma Confissão para cada Indulgência; basta uma até nova necessidade de se confessar).

2. Participar da Eucaristia, comungar para cada Indulgência. (Não é preciso comungar na Catedral de Lorena, mas é desejável).

3. Rezar pelas intenções do Papa: ao menos um Pai – Nosso, uma Ave – Maria e um Glória ao Pai.

4. Rezar qualquer oração pela alma, NA CATEDRAL DE LORENA.

Demos graças a Deus por essa grande oportunidade que temos de conseguir o sufrágio das almas do Purgatório. Você pode relacionar os nomes dos parentes e amigos falecidos (pai, mãe, avós, bisavós, etc.). Não perca essa oportunidade de fazer uma grande caridade às almas do Purgatório; pois elas não podem fazer mais nada para si mesmas.

E agradeçamos a D. Benedito Beni está grande dádiva.

 Prof. Felipe Aquino – Lorena, 10/11/2011

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.