Igreja transmite a mesma fé há 20 séculos, recorda autoridade vaticana

BOGOTÁ, 01 Jun. 11 (ACI/EWTN Noticias) .- O novo Secretário do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, Dom Octavio Ruiz, afirmou que a Igreja Católica segue proclamando a mesma fé recebida de Cristo há vinte séculos e que o único que deve mudar são os métodos para transmiti-la.

“A Igreja tem que adaptar-se aos tempos modernos. Não se trata de mudar sua doutrina nem o que durante 20 séculos foi pregado”.

“É a mesma fé, mas temos que ver como chegar às pessoas com uma linguagem que seja compreendida hoje em dia, usando os meios modernos e o adiantamento científico ao serviço do Evangelho; que a mensagem seja compreendida em suas razões profundas, não como uma postura ou ideologia religiosa”, afirmou o arcebispo ao jornal colombiano El Tiempo.

Em declarações difundidas no dia 29 de maio, Dom Ruiz disse que seu trabalho será “ajudar a despertar a fé naqueles que se afastaram de sua vida cristã”, pregando “o mesmo Evangelho, mas com um novo ardor, com novos métodos e expressões, de tal maneira que volte a tocar o coração das pessoas”.

A nova autoridade vaticana lamentou que tivesse se estendido no mundo “uma mentalidade secularizada que, diante dos adiantamentos modernos, queria prescindir de Deus como se já não fosse necessário na vida. Quando há comodidade ou muitos recursos, a fé costuma passar a um segundo plano”.

Do mesmo modo, esclareceu que o novo dicastério criado pelo Papa ao final de 2010 não é o encarregado de ver os casos de abusos sexuais, mas “corresponde a outro dicastério da Cúria Romana. É uma realidade distinta de algo que é muito delicado na Igreja, que é o testemunho que temos que dar aqueles que recebemos a vocação; mas isto se move em outro nível”.

Ele reconheceu que isto afeta a credibilidade da Igreja, “mas, ao mesmo tempo, faz-nos pensar na grande maioria de bispos e sacerdotes que estão cumprindo sua tarefa de maneira calada e responsável”.

“A crise é algo que produz mudança, que pode despertar as pessoas; nesse sentido, sim estamos em uma crise e, se não fizermos algo, vamos perder mais fiéis e nosso povo não vai entender mais a Igreja. É um momento providencial para olhar novos horizontes”, afirmou.

 

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.