Igreja no Brasil espera mais de dois milhões de peregrinos na JMJ 2013

BRASILIA, 26 Setembro 2011 (ACI) O Secretário Geral da Conferência de Bispos do Brasil (CNNB), recentemente nomeado bispo auxiliar de Brasilia, Dom Leonardo Steiner, informou que a Igreja no Brasil espera mais de dois milhões de católicos na próxima Jornada Mundial da Juventude 2013 que se realizará na emblemática cidade de Rio do Janeiro.

O Prelado assegurou que a JMJ 2013 superaria em número a JMJ 2011 celebrada no mês passado de Agosto em Madrid (Espanha) e que segundo dados extra-oficiais congregou quase dois milhões de peregrinos no aeródromo de Cuatro Vientos na capital espanhola.

“Acreditamos que no Brasil teremos mais de dois milhões de jovens”, afirmou o Prelado e assinalou que “o Rio é uma cidade muito hospitalar”.

As JMJ 2013 será realizada um ano antes do previsto, para evitar que coincida com o Mundial de Futebol que se disputará no Brasil em 2014.

As autoridades estudam a possibilidade de que o cenário principal da JMJ seja no Aterro de Flamengo, um enorme parque de 1.200.000 metros quadrados no qual o Beato Papa João Paulo II congregou em 1997 um milhão e meio de fiéis na Missa de encerramento do II Encontro Mundial das Famílias.

O Prefeito de Rio do Janeiro, Eduardo Paes, manifestou que as autoridades desejam estender a celebração da JMJ às zonas norte e oeste da cidade.

Falando em relação à presença da cruz e do ícone da JMJ que peregrinarão no Brasil e nos países do Cone Sul, o Secretário Geral da CNBB qualificou como “muito positiva”. A chegada foi marcada por um evento no último dia 18 de setembro, no Campo de Marte, em São Paulo que levou o nome de Bote Fé e será reproduzido em seguida em outras dioceses brasileiras.

Dom Leonardo destacou que a presença da juventude no primeiro ato de preparação para a JMJ-2013 superou as expectativas da CNBB.

“Não esperávamos uma participação tão grande da nossa juventude que não teve espaço suficiente para estar no Campo de Marte, em São Paulo. Foi um momento de muita vibração no acolhimento dos símbolos que o papa nos enviou para a grande peregrinação que nós queremos desenvolver até 2013” afirmou o prelado.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.