Igreja de Viena se manifesta em relação aos sacerdotes que aderiram ao “Chamado à Desobediência”

Dia 26 de junho de 2012, foi publicada uma notícia pela Gaudium Press afirmando a posição da Arquidiocese de Viena em relação aos sacerdotes que assinaram o documento “Chamado à desobediência”, no qual instiga os sacerdotes a desafiarem a doutrina da Igreja e defenderem temas como ordenação de mulheres, homossexualidade, e comunhão a divorciados católicos e não católicos.

Segundo a Arquidiocese, os sacerdotes que assinaram o “Chamado à desobediência” não poderão ser eleitos para cargos administrativos eclesiásticos na jurisdição, e àqueles que já ocupam esses cargos não serão nomeados novamente.

Em contrapartida, um sacerdote declarou retirar seu apoio ao manifesto, recuperando assim o seu cargo. O porta-voz da Igreja também afirmou que mais dois ou três sacerdotes também estão ainda se decidindo.

Leia a notícia na íntegra: Sacerdotes de Viena signatários do “Chamado à Desobediência” não poderão ser eleitos a cargos administrativos

Fonte: Gaudium Press

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.