Igreja de Deus

História,
Doutrinas e Dados Estatísticos e Departamentais da Igreja
de Deus

Como e quando surgiu a Igreja de Deus no Mundo

Dados estatísticos e Departamentais da ID

Como e quando surgiu no Brasil

Nossa Declaração de Fé ?

Site internacional da Igreja de Deus

Como e quando surgiu a Igreja de Deus ?

Tudo começou numa quinta-feira, dia 19 de agosto de 1886 com
um grupo de oito pessoas residentes na região montanhosa do estado da Carolina
do Norte, EUA.Não satisfeitas com as condições espirituais que observavam entre
as igrejas da época, onde elas haviam sido membros, estas pessoas sob
orientação de um pastor devidamente ordenado, se uniram adotando inicialmente o
nome de “União Cristã”. 

A ênfase especial do grupo foi à necessidade de uma vida de
santidade em todos os aspectos, característica que até hoje se sobressai na
Igreja de Deus. Esta atitude provocou o derramamento do Espírito Santo sobre
aqueles humildes camponeses. Com esta experiência, distinta da salvação, o
grupo passa a se identificar como Pentecostal. Este movimento, conhecido
historicamente, como o primeiro derramamento do Espírito Santo na era moderna
(pós-apostólica), iniciou-se em 1896, notadamente, no pequeno e persistente
grupo chamado “União Cristã”.

A partir desta experiência, grandes coisas Deus começou a
fazer. Muitos foram salvos, curados e batizados com o Espírito Santo, tendo
como evidência inicial o falar em línguas estranhas.

Com a experiência do batismo no Espírito Santo, o grupo
passou a chamar-se “Igreja da Santidade” pois este nome revelava em
si aquilo que mais anelava vida de santidade. Somente em 1907 foi adotado
oficialmente o nome Igreja de Deus, tirado da Bíblia com base em Atos 20:28; I
Cor. 1:2, 11; II Cor. 1: 1; etc. A partir dessa data o crescimento da igreja
tem sido em todas as dimensões: numérico, estrutural, administrativo, social,
educacional, missionário, espiritual e evangelístico.

Como atua no Brasil e como surgiu ?

Com sede nacional em Brasília-DF, e mais sete sedes
regionais em São Paulo,
Rio de Janeiro, Recife, Goiânia e Brasília, Uberlândia e Araguaína, a Igreja de
Deus atua no Brasil como entidade civil e religiosa, sem fins lucrativos, de
caráter evangelístico, educacional, cultural, beneficente, filantrópica e
assistencial, devidamente registrada e reconhecida pelos órgãos do governo.

Seu primeiro templo no país foi construído na cidade de
Morretes, no Paraná. Isto se deu no ano de 1952, por intermédio de um
missionário médico, suíço, radicado no Brasil. Dois anos depois ele
transferia-se para o exterior e não havendo outra pessoa para substituí-lo, o
trabalho é paralisado, ficando apenas as instalações. Nesta época já atuava no
país a Igreja Evangélica do Calvário Pentecostal, cujas atividades haviam
iniciadas em 1935 na cidade goiana de Catalão. Em 1955 esta organização uniu-se
à Igreja de Deus, abrindo assim, oficialmente, as portas para o início da hoje
conhecida, Igreja de Deus no Brasil.

Qual a Declaração de Fé da Igreja de Deus?

Declaração de Fé

Cremos

01. Na inspiração verbal da Bíblia.

02. Em um só Deus, existente eternamente em três pessoas, a
saber: o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

03. Que Jesus Cristo é o Filho Unigênito do Pai, concebido
do Espírito Santo, nascido da virgem Maria. Que Jesus foi crucificado,
sepultado e ressuscitado dentre os mortos. Que subiu ao céu e hoje está a
destra de Deus como Intercessor.

04. Que todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus,
e que o arrependimento é ordenado por Deus a todos como necessário para o perdão
dos pecados.

05. Que justificação, regeneração e novo nascimento são
operados pela fé no sangue de Jesus Cristo.

06. Na santificação subseqüente ao novo nascimento, pela fé
no sangue de Cristo, pela Palavra e pelo Espírito Santo..

07. Na santidade como modelo de vida de Deus para o seu
povo.

08. No batismo no Espírito Santo subseqüente a purificação
do coração.

09. No falar em outras Línguas, conforme o Espírito Santo concede
que falemos e que isto é a evidência inicial do batismo no Espírito Santo.

10. No batismo em água por imersão, e que todos que se
arrependem devem ser batizados em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

11. Que a cura divina é provida para todos na expiação.

12. Na Santa Ceia e na lavagem dos pés dos santos.

13. Na segunda vinda pré-milenal de Jesus. Primeiro, para
ressuscitar os mortos santos e arrebatar os santos vivos para se encontrarem
com Ele nos ares. Segundo, para reinar no mundo por mil anos.

14. Na  ressurreição dos  corpos,  vida 
eterna  para os justos, e castigo eterno  para os  ímpios.

 
 

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.