Ideologia de gênero e a resposta da Igreja, destaca especialista

“Ideologia de Gênero – O neototalitarismo e a morte da família” foi o tema abordado pelo advogado, professor de Bioética e referência internacional no tema, Jorge Rafael Scala, nesta sexta-feira, 4, durante o II Congresso Internacional pela Verdade e pela Vida, promovido pela Human Life Internationalno Mosteiro de São Bento, em São Paulo.

Scala destacou que a IG traz três perigos principais para a sociedade. Nesse sentido, a Igreja deve promover um anúncio positivo da vida e, ao mesmo tempo, também promover a denúncia profética, quando seja necessário.

http://noticias.cancaonova.com – Quais são os principais perigos que a Ideologia de Gênero (IG) traz para o mundo?

Jorge Rafael Scala – O principal perigo é que a IG defende que o sexo seria apenas um aspecto biológico do ser humano, mas, psicologicamente, alguém poderia eleger se deseja ser homem ou mulher. Qual é o perigo disso? Acredito que sejam três os principais:

1 – antropológico: se homens e mulheres tivessem autonomia absoluta para criar o próprio gênero, não seríamos iguais, mas idênticos, pois poderíamos formar nosso próprio gênero. Mas toda a riqueza da humanidade é fruto da complementariedade entre os gênios masculino e feminino, não competindo, mas complementando-se mutuamente. Isso é muito melhor e criativo do que aquilo que poderiam fazer cada um dos gênios em separado. Mas, se são idênticos, não há complementariedade. Antropologicamente, reduz-se o ser humano a alguém insosso, sem criatividade, especificidade;

2 – Se há liberdade para construir o próprio gênero, a relação entre os sexos muda consideravelmente – ninguém mais pode dizer que o matrimônio entre homem e mulher seja melhor que outras formas de relação. Cada um escolhe o que quer. Todas as opções estão em igual condição. Assim, as relações só se justificariam pelo prazer que se dá a cada um. Se a mim me dá prazer estar com um homem, isso teria o mesmo valor jurídico, moral e social que o matrimônio entre homem e mulher. Assim, acaba-se destruindo o matrimônio e família;

3 – Enfim, acaba-se por destruir a sociedade, porque já não tenho célula básica.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.