Grupo radical islâmico lança campanha para proibir circulação da Bíblia no Paquistão

Karachi (Segunda-feira, 06-06-2011, Gaudium Press) Um grupo radical islâmico, chamado Jamiat Olema-e-Islam, que tem sede em Karachi, Paquistão, entrou com um recurso no Tribunal Superio do país, pedindo que se proíba a circulação da Bíblia na região, definida por eles como “livro pornográfico e blasfemo”.

Esta atitude vem na esteira das retaliações sofridas pela comunidade cristã no Paquistão, após a morte do líder do grupo terrorista Al Qaeda, Osama Bin Laden. Constantemente, os cristãos vivem aterrorizados pela lei da blasfêmia, que pune com a pena de morte aqueles que insultam o Alcorão ou o Profeta Maomé. Neste contexto,

Conforme o presidente da Comissão e Justiça e Paz na Arquidiocese de Karachi, Padre Saleh Diego, esta ação do grupo radical islâmico pode alimentar o ódio contra os cristãos. Segundo o religioso, trata-se de uma ameaça à convivência pacífica, um ataque ao coração da fé cristã. “

Como cristãos, estamos já muito fragilizados e nos sentimos submetidos a pressões pela iníqua lei da blasfêmia. Estes grupos radicais querem nos cancelar completamente. Certo, são apenas grupos minoritários e auspiciamos que líderes muçulmanos moderados levantem suas vozes para deter esta campanha de ódio”, declarou.

No que tange à resposta que deve ser dada pelo comunidade cristã paquistanesa a esta nova ameaça advinda de grupos islâmicos radicais, Padre Saleh comenta que ela não pode ser outra que reiterar a urgência do diálogo e do respeito a todos os símbolos religiosos e livros sagrados, de todas as religiões.

Por fim, o sacerdote paquistanês pediu uma mobilização de todos os cristãos e de instituições internacionais para deter a campanha contra a Bíblia na região. “Esperamos que em nível internacional possa surgir uma resposta mais forte e firme”, concluiu.

Com informações da Rádio Vaticana

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.