Filhos de pais mais velhos têm um risco maior de sofrer autismo ou esquizofrenia

O Site ACIDIGITAL divulgou nesta segunda-feira 27 de agosto de 2012 que, segundo um estudo científico publicado recentemente pela revista Nature, quanto mais adultos (os pais)transferem mais mutações genéticas a seus descendentes, maior o risco de que seus filhos nasçam com autismo, esquizofrenia e outras doenças.

O Diretor da pesquisa, Dr. Kari Stefansson, neurologista, indicou que “todos nossos resultados levam à possibilidade de que, à medida que um homem envelhece, o número de mutações em seu esperma se incrementa, e a possibilidade de que um filho leve uma mutação nociva que possa ocasionar doenças como autismo e esquizofrenia aumenta proporcionalmente”.

Dr. Stefansson ainda ressaltou que normalmente se responsabiliza às mães pelas desordens nas crianças decorrentes de uma gravidez com idade avançada, porém “os únicos problemas que isso pode ocasionar é o risco de síndrome de Down e outras estranhas anormalidades cromossômicas. É na idade dos pais onde parece estar o verdadeiro problema”.

Leia a notícia na íntegra: Filhos de pais mais velhos têm um risco maior de sofrer autismo ou esquizofrenia

Fonte: ACIDIGITAL

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.