Fiéis pedem suspensão de sacerdote carmelita favorável ao aborto e que rejeita os dogmas marianos

ppvanbalen

Fr. Claudio Van Balen (OCarm)- Foto: ACI Digital

Segundo o site ACI (11/02/14),após os eventos do dia 26 de janeiro, na Paróquia Nossa Senhora do Carmo, em Belo Horizonte, quando simpatizantes do controvertido Carmelita holandês, Fr. Claudio Van Balen, impediram o novo pároco de celebrar a missa antes presidida semanalmente por Van Ballen, fiéis da arquidiocese resolveram fazer uma petição pública pedindo a suspensão deste sacerdote que apoia abertamente o aborto, assume posturas contrárias à fé e à doutrina da Igreja, rejeitando os dogmas marianos e a divindade de Jesus Cristo, além de não cumprir as normas litúrgicas para a celebração da Eucaristia.

Momentos antes do início da Missa das 11h do dia 26 de janeiro de 2014, a qual seria celebrada em ação de graças pela eleição do novo governo da Província Carmelitana de Santo Elias, um grupo de ‘seguidores’ de frei Cláudio Van Balen (OCarm), impediu a celebração, por meio de gritos, agressões, xingamentos, ameaças e da invasão do presbitério. O novo pároco tentou ainda rezar o rosário e manter a calma dentro do templo, mas diante das agressões verbais e o tumulto, não pôde realizar o ato litúrgico.

Os autores da confusão se revoltaram com base em uma suposta remoção de Frei Claudio, que trabalha nesta paróquia há 46 anos e está prestes a cumprir 81 anos de idade. A situação é agravada pelo perfil do religioso que, sistematicamente, defende posições contrárias ao ensinamento moral e doutrinário da Igreja.

“Entendo que observar o aborto como pecado ou crime é um erro. Temos é que assegurar que a mulher possa levar a gestação até o fim, dando, assim, a possibilidade de a mulher poder mudar de ideia ou que o bebê possa ser encaminhado para adoção após seu nascimento”, defendeu o Frei Cláudio em um artigo publicado pela Faculdade de Medicina da UFMG.

Da mesma forma, Frei Claudio afirma em uma postagem do seu blog “Intercambiar refletindo” que “Jesus é o ‘único’, no qual – primogênito da criação, homem de carne e osso – Deus se fez presente de forma singular. Nele, no todo de seu ser e existir, ‘Deus’ se revelou, embora Jesus não coincidisse, ‘em tudo’, com Deus”.

As posturas de Fr. Van Balen a respeito dos dogmas marianos também são criticáveis. O Carmelita afirma que a devoção a Maria se trataria de um exagero de sua figura na história da salvação protagonizado pelo papado através dos dogmas marianos, julgando-os uma forma “infantil ou primitiva” de lidar com a fé. Van Balen também destaca que a aparição de Nossa Senhora de Fátima foi usada pela Igreja como um artifício para combater o comunismo e enfatiza que os Papas João Paulo II e Bento XVI quiseram silenciar o que ele considera a autêntica aproximação à Maria proposta pelo Concílio Vaticano II.

No campo litúrgico a ação de Fr. Claudio também é criticável, já que o carmelita altera os textos bíblicos e litúrgicos que conformam o rito de celebração da Santa Missa.

Não é a primeira vez que que simpatizantes das posturas do frei buscam mantê-lo “aos berros” no seu ministério paroquial. Em 2010, quando o arcebispado tentou efetivar a remoção de frei Cláudio. o grupo respondeu com ameaças, chantagens e a mobilização da imprensa.

Diante disso tudo, um grupo de católicos brasileiros que já reuniu mais de 2.500 assinaturas em todo o país pedindo que o controvertido frade seja removido definitivamente do seu ministério na arquidiocese da capital mineira, pedem respeitosamente a Dom Walmor Oliveira de Azevedo, Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte que a Arquidiocese “tome as devidas providências para a suspensão de ordens de frei Cláudio van Balen, em razão não apenas dos recentes acontecimentos na paróquia Nossa Senhora do Carmo, mas também de sua sistemática negação dos ensinamentos da Igreja e da deturpação do culto sagrado”.

“Esta é uma atribuição do prelado local, e não da ordem religiosa à qual frei Cláudio pertence”, concluiu a petição.

Para ver a entrevista completa na qual o Carmelita expõe sua criticada mariologia, confira o link: https://www.youtube.com/watch?v=jsxjvgr1AJc

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=26674

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.